Cuiabá, quarta-feira, 24/04/2024
19:13:54
informe o texto

Artigos / Colunas / Giovana Fortunato

10/10/2023 às 09:42

Como a atividade física pode ajudar no combate ao câncer de mama?

A atividade física em nossa vida é extremamente essencial. Além de ser aliada na perda de peso e condicionamento físico, ela também traz diversos benefícios para a nossa saúde e ajuda a prevenir diversas doenças.

O sedentarismo, por sua vez, aumenta em 104% o risco para a evolução e desenvolvimento da doença. Por isso, para evitá-la, não basta apenas praticar exercícios, mesmo que todos os dias. É imprescindível que o sedentarismo diminua, por meio da redução do tempo que ficamos sentados, por exemplo. 

Um estudo europeu confirma a importância da atividade física na prevenção do câncer de mama. O ideal são 150 minutos de atividade física moderada distribuídos na maior parte dos dias da semana. Os exercícios melhoram o funcionamento do sistema imune, ajudam a reduzir a inflamação sistêmica, o inchaço, o sobrepeso e a obesidade e modulam a ação hormonal, que ajuda na redução do tecido gorduroso. A frequência, portanto, é muito importante: é melhor fazer pouco do que não fazer.

Essa recomendação internacional com as atividades físicas preconiza que você reduza o seu tempo sentado, fazer o máximo de atividades que você puder de pé e introduzir no seu dia a dia mais atividade.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o câncer de mama é comum em 140 países, entre eles o Brasil, e, além do autoexame e mamografia, outra maneira de prevenir é a prática de atividades físicas, segundo estudos realizados recentemente.

Sabe-se que a obesidade e sedentarismo aumentam a incidência de alguns tipos de câncer, nos quais esses dois fatores representam 20% dos casos de câncer de mama. Os pesquisadores da universidade de Estetino, na Polônia, analisaram o impacto dos exercícios na prevenção de alguns tipos de câncer e apontaram que as mulheres que praticam algum tipo de atividade física por seis ou mais horas por semana, possuem menor probabilidade de desenvolver um nódulo maligno nos seios.

Já um estudo publicado pela revista científica Public Library of Science One, identificou que a prática dos exercícios aeróbicos reduz o risco de mortalidade por câncer de mama em 40%. Manter em movimento reduz os níveis sanguíneos de insulina e de fatores de crescimento, os quais estimulam a multiplicação de células malignas.

A musculação, caminhada, corrida e pedalada são atividades físicas indicadas para serem executadas na prevenção, bem como no tratamento do câncer de mama.

O exercício não só auxilia de forma significativa na prevenção do câncer de mama, mas a gente sabe também que reduz a recorrência do câncer de mama para quem já tem a doença ou para quem já teve a doença. Aumenta a sobrevida, então atua como um remédio efetivamente.

Porém, vale ressaltar que é de extrema importância consultar um médico para saber se está realmente apta para a prática de exercícios físicos.  

Mulheres, toquem-se e cuidem-se! A prática de atividades físicas lhe dão mais autonomia, bem-estar e, além disso, lhe ajudam a relaxar e a dormir mais tranquilamente. Todos nós estamos juntos em prol do combate ao câncer de mama!

Giovana Fortunato

Giovana Fortunato
Giovana Fortunato é ginecologista e obstetra, professora da UFMT e especialista em endometriose e infertilidade
ver artigos
 
Sitevip Internet