Cuiabá, terça-feira, 18/06/2024
05:47:48
informe o texto

Artigos / Colunas / Dr. Clóvis Botelho

07/05/2024 às 13:23

Dia Mundial da Asma

O Dia Mundial da Asma é celebrado sempre na primeira terça-feira do mês de maio e este artigo é uma forma de disseminar informações sobre este tema.

A asma é uma condição crônica das vias respiratórias que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Aqui estão algumas informações essenciais sobre a asma:

Os sintomas típicos da asma incluem dificuldade respiratória, chiado no peito, tosse e aperto no peito. Esses sintomas podem variar em intensidade e frequência de pessoa para pessoa e podem ser desencadeados por diferentes fatores.

A asma é causada pela inflamação e estreitamento das vias respiratórias, o que dificulta o fluxo de ar para os pulmões. Os fatores que desencadeiam a inflamação das vias respiratórias e os sintomas da asma podem incluir alérgenos (como pólen, ácaros e pêlos de animais), irritantes no ar (como fumaça de cigarro, poluição do ar e produtos químicos), infecções respiratórias, exercício físico, mudanças climáticas e estresse emocional.

Quanto ao diagnóstico da asma, geralmente envolve uma combinação de história clínica detalhada, exame físico, testes de função pulmonar (como espirometria) e avaliação dos sintomas. É importante descartar outras condições que possam causar sintomas semelhantes, como doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e insuficiência cardíaca.

O tratamento visa controlar os sintomas, reduzir a inflamação das vias respiratórias e prevenir crises de asma. Isso geralmente envolve o uso de medicamentos, como broncodilatadores (para aliviar a falta de ar aguda) e corticosteróides inalados (para reduzir a inflamação das vias respiratórias a longo prazo). Além disso, é importante identificar e evitar os gatilhos da asma sempre que possível.

Além do tratamento medicamentoso, a gestão eficaz da asma inclui a educação do paciente sobre sua condição, o desenvolvimento de um plano de ação para crises de asma, o monitoramento regular dos sintomas e a consulta médica periódica para ajustar o tratamento conforme necessário.

Embora a asma não possa ser completamente prevenida, existem medidas que podem ajudar a reduzir o risco de desenvolvê-la ou de piorar os sintomas em pessoas que já têm a condição. Isso inclui evitar a exposição a alérgenos e irritantes conhecidos, manter um estilo de vida saudável, evitar o tabagismo e manter as vacinas contra a gripe e pneumonia em dia.

Por ser uma condição crônica, a asma que requer cuidados contínuos e uma abordagem multidisciplinar para garantir o controle adequado dos sintomas e a melhoria da qualidade de vida do paciente. Se você suspeita que tem asma ou está lutando para controlar seus sintomas, é importante consultar um especialista para avaliação e tratamento adequados.

Dr. Clóvis Botelho

Dr. Clóvis Botelho
Dr. Clóvis Botelho é especialista em Pneumologia em Mato Grosso e professor universitário. @drclovisbotelho
ver artigos
 
Sitevip Internet