Cuiabá, quarta-feira, 24/07/2024
17:03:16
informe o texto

Artigos / Colunas / Paulinho do Hipismo

21/01/2020 às 12:12

O risco do descrédito do Jornalismo na era da fake news

Ainda é possível reverter esse quadro negativo, mas é com muito trabalho, comprometimento, seriedade e acima de tudo uma autocrítica severa para que então seja possível se reinventar.

Estamos na era da fake News e nunca antes o Jornalismo foi tão importante no processo de democratização. Só que também está óbvio que é preciso uma autocrítica dos veículos tradicionais de comunicação. Talvez nenhum outro setor tenha mudado tanto em tão pouco tempo e numa velocidade assustadora como a comunicação, principalmente o Jornalismo. Impresso, rádio, TV, mídia online, redes sociais...assim vem caminhando esta evolução. 

Profisionais do Jornalismo precisam se reinventar diariamente. Há pouco tempo a disputa era pela agilidade da notícia, agora a concorrência é outra. São os robôs, responsáveis por metade das fake News espalhadas nas redes. Como é possível combater isso? Com credebilidade. 

A pressa, velocidade, ser o primeiro, já não é mais o principal. Claro que Jornalismo e credibilidade deveriam ser sinônimos, mas vive-se também tempos sombrios. Com a desputa pela velocidade, isto acabou se perdendo, e por isso é necessária e urgente uma avaliação séria sobre o papel da comunicação. 

Já se vê, inclusive, a junção de veículos e empresas concorrentes para combater as fakes News. Fato essencial também para a manutenção do Jornalismo. Isto porque ele vem cada vez mais ficando disacreditado pela população. Um estudo realizado pela Edelman, a credibilidade da mídia no Brasil obteve uma queda de cinco pontos entre a população em geral.

Dentre os motivos para este descrédito está no uso do sensacionalismo, indicado por 74% dos entrevistados, notícias publicadas rapidamente e com má apuração, 71%; conteúdo como forma de apoio ideológico ao invés de informar o público, 67%. Quase metade dos entrevistados afirmou não saber em quais empresas de mídia confiar.

Sabe-se que na velocidade que uma notícia se espalha, dependendo de seu teor é possível destruir a vida das pessoas, então aumenta-se ainda mais a responsabilidade com a informação. Só será possível reverter este quadro com um Jornalismo sério e comprometido com a verdade. Não se pode permitir que faça qualquer coisa pelo chamado ‘furo’ jornalístico, é preciso checar mais de uma vez uma informação antes de trazê-la à tôna. 

Ainda é possível reverter esse quadro negativo, mas é com muito trabalho, comprometimento, seriedade e acima de tudo uma autocrítica severa para que então seja possível se reinventar.

Paulinho do Hipismo

Paulinho do Hipismo
é empresário em Mato Grosso 
ver artigos
 
Sitevip Internet