Cuiabá, quarta-feira, 24/07/2024
17:29:39
informe o texto

Artigos / Colunas / Paulinho do Hipismo

18/04/2020 às 20:02

Mídia, Poder e Democracia: para o bem ou para o mal?


A mídia assume o papel de mediadora do conhecimento, já que cada vez mais está inserida no dia a dia das pessoas, desempenhando uma grande influência na sociedade, transmitindo comportamentos, moda e atitudes. Políticos usam as mídias sociais tanto para o bem quanto para o mal.

Um trabalho ‘pouco concreto’ e a falta de transparência em contratações públicas de mídias facilitam a participação em esquemas. Os contratos entre órgãos públicos e agências trazem elementos que dificultam a identificação de fraude, sendo muito difícil estabelecer o preço de alguns trabalhos de comunicação.

É preciso que algumas práticas na política se modernizem na mesma velocidade que a sociedade, porque já não se cabe mais aquele velho jeito de conseguir as coisas, como por exemplo, os chamados padrinhos políticos. É preciso olhar para a comunicação com responsabilidade e os poderes entenderem a importância dela para informar o cidadão. 

A corrupção tem várias faces. Ela se esconde em obras superfaturadas, em caixa dois para partidos politicos, na aprovação de leis que garantem regalias, desvio de dinheiro público, inclusive com contratos com empresas de comunicação de laranjas. Causando prejuízo para população, já que o dinheiro vem dos impostos que pagamos.

Com isso, o dinheiro de um orçamento que é público que vai para mãos privadas, às vezes acaba divididos com politicos, burocratas e até mesmo com empresários, prejudicando os pequenos e médios veículos de comunicação. Quando atrasam ou não pagam seus contratos levando os mesmos a bancarrota. Não é à toa que muitos acabam nem durando no mercado, ou porque foram criados com fins duvidosos, ou porque por mais que tentem fazer um trabalho sério, é ignorado pelos poderes que preferem financiar apenas aqueles que pertencem à uma panela de empresários que usam de fins poucos republicanos para garantir as verbas. 

Mas como sempre o bem vence o mal e você tem muito mais a ganhar do que a perder usando as redes sociais. Claro que, ‘’ usar ‘’ as redes sociais a que me refiro aqui é o de forma correta, aprofundada e profissional. A internet é um caminho sem volta, ainda mais depois desta pandemia. A tecnologia mostrou sua face, o formato de trabalho mudou, e se o mundo não parou foi graças a internet que permitiu aproximar pessoas, mas acima de tudo, levar informação. 


É preciso respeitar a comunicação online com o mesmo peso de uma TV aberta ou o rádio ou os veículos impressos. É perceptível que este é o futuro, de um caminho sem volta.

Paulinho do Hipismo

Paulinho do Hipismo
é empresário em Mato Grosso 
ver artigos
 
Sitevip Internet