Cuiabá, domingo, 17/01/2021
06:07:25
informe o texto

Artigos / Colunas / Paulo Pedra

09/12/2020 às 15:28

Emanuel, o 'lobo-guará', abre temporada de compra de vereador

No alto do morro de Santo Antônio, o macho alfa da alcateia anuncia vitória após liquidar com a maldição do paletó do dinheiro. O domínio do território cuiabano é dele, o “Lobo-Guará”, ostentado na cédula de real de maior valor, com poder de transmutar objetos e valores.

O poder do “Lobo-Guará” foi forte o suficiente para invadir a cidade, dominar corações e garantir a reeleição, aquecendo os corações de cabos eleitorais, fiscais de faz de conta e bancando muita cerveja e churrasco no domingo da eleição. O 200 passou a ser um número cabalístico e alquímico.

Atuou sobre o paletó com dinheiro como kryptonita para o Super-Homem. Destruiu, neutralizou, com o seu poder as vibrações contrárias à reeleição. O fenômeno entrou para a história de Cuiabá e irá se transformar nas próximas décadas na lenda de um “Lobo-Guará” uivando no morro.

A próxima investida do “Lobo-Guará”, após manter o território, será retomar a servidão na Câmara Municipal, abrindo a temporada de compra de vereador. O uivo da sedução está no ar e alguns já se assanham com a possibilidades de cargos, funções e auxílio para o pagamento de restos de contas de campanha.

Nesse mercado, existem três grupos: os convertidos (base), os contrários (oposição) e os independentes (disponíveis no mercado). É sobre os últimos que os dentes do “Lobo” estão arreganhados numa dança sedutora para integrar uma alcateia renovada, mas ordeira, disciplinada e obediente aos uivos do Palácio Alencastro.

Paulo Pedra

Paulo Pedra
Escritor crítico dos assuntos cotidianos de Mato Grosso e Brasil. Com ele é na pedrada!
ver artigos
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet