Cuiabá, terça-feira, 17/09/2019
12:25:45
informe o texto

Artigos / Opinião / Paulo Pedra

27/03/2019 às 19:03

Fracasso 'Projeto Cuiabá 300 anos' ajuda cavar sepultura na política de Emanuel

“Se Nova Iorque tem, porque Cuiabá não pode ter?

Os cuiabanos e cuiabanas que gastaram dinheiro com  vestidos e roupas chiques para a festa  dos 300 anos de  Cuiabá e que já estão colocando-os nos baús com naftalina por não  terem  o que comemorar no próximo dia 8, não devem perder a esperança, porque podem usar os trajes de gala em breve, na festa de despedida do prefeito Emanuel Pinheiro, cuja sepultura política foi profundamente cavada pelo fracasso do Projeto Cuiabá 300 Anos e por denúncias cabeludas que estão ocupando o Ministério Público  e  que deverão vir a público nos próximos dias.

Concebido para ser a joia da Coroa municipal, o projeto se transformou na Secretaria Municipal Cuiabá 300 Anos e com poderes absolutos, foi nomeado como secretário especial o atual secretário municipal de comunicação, Junior Leite. Como todo principado necessita de um castelo, um de seus primeiros atos foi o aluguel de uma mega sede para instalar a secretaria com contrato de aluguel em regime de urgência e  dispensando licitação. Tudo pronto para dar largada naquele que deveria ser a marca da administração Emanuel Pinheiro.

Toda piada pronta não precisa ser inventada, ela se conta sozinha. Ao anunciar a criação da Secretaria Municipal em 5 de Agosto de 2017, em entrevista para  imprensa local, o prefeito anunciou solenemente que os projetos “foram pensados para alavancar a nossa Capital e colocá-la no patamar de uma cidade de primeiro plano no cenário nacional”.

Nesse dia tudo era possível e a população do reino foi contagiada pelo anúncio de obras e feitos, que seriam os protagonistas do tricentenário cuiabano. Mais uma vez os humoristas do principado receberiam de bandeja o conteúdo para criar piadas pelos próximos 300 Anos, citando algumas: Times Square Cuiabana(os americanos morreram de inveja), 

Cine Pedal(muito chique, assistir filme pedalando), Embaixador Cuiabano no Mundo(todo cuiabano em qualquer lugar do mundo se torna um embaixador/o Itamaraty adorou o novo modelo de diplomacia), Programa da Medida(para acabar com os gordos da cidade),  COW PARADE (a parada das vacas) e Restaurante Giratório(com saco de vômito incluso). Muito engraçado!
 
Centenas de obras foram anunciadas como certas e Cuiabá ganharia  memoriais, museus,  nove parques, revitalização do cais do porto e mercado municipal, cidade das artes e para contemplar todas essas maravilhas os cuiabanos teriam como transporte o BUS TOUR(ônibus de dois andares/iguais aos que tem na Europa) e degustando a Cerveja com rótulo dos 300 Anos(precisa mais?) para criar o clima para irem a grande festa patrocinada cem por cento pela iniciativa privada na Arena Pantanal. O autor do projeto se inspirou em Forrest Gump ou fumou muito para se inspirar.

Como todo conto, mesmo o do vigário, tem uma moral da história, a desta seria “TUDO COMO DANTES NO QUARTEL DE ABRANTES E NA TERRA DE DANTE”
No caso, tudo que é ruim pode piorar após passar a alucinação. Como disse Emanuel : “se Nova Iorque tem, por que Cuiabá não pode ter?”(em entrevista). Lembrando também que temos uma saúde de primeiro mundo.
 

Paulo Pedra

Paulo Pedra
Escritor crítico dos assuntos cotidianos de Mato Grosso e Brasil. Com ele é na pedrada!
ver artigos

Enquete

Você está satisfeito (a) com a gestão do governador Mauro Mendes?

Você deve selecionar uma opção
+enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet