Cuiabá, quarta-feira, 17/07/2024
16:04:15
informe o texto

Notícias / Cinema

16/07/2021 às 09:58

Séries sobre crimes reais de gelar a espinha

O Entretê separou três séries sobre crimes reais para você maratonar no final de semana

Paulo Henrique Fanaia

Séries sobre crimes reais de gelar a espinha

Foto: Reprodução Netflix

Desde que fez sua estreia na Netflix, no dia 08 de julho, a série Elize Matsunaga: Era Uma Vez um Crimeestá dando o que falar. Alguns acusam a diretora Eliza Capai de ter transformado Elize em uma vítima da sociedade. Outros dizem que a série traz à tona o diálogo sobre relacionamentos abusivos e as consequências que eles podem trazer, tanto na vida de quem sofre a violência, quanto na vida das pessoas que cercam o casal.

Se a diretora fez certo ou errado durante a abordagem da série, isso você decide depois de assistir. O fato é que os seus quatro episódios cumprem sua missão de contar o crime, os desdobramentos da investigação, o julgamento e, mais do que nunca, atiça discussões que deixam o público inquieto.

É por isso que o Entretê separou três séries sobre crimes reais que chocaram o público e que estão disponíveis na Netflix para você assistir no final de semana - ou deixar salva na sua lista.

Então, prepara o psicológico para uma maratona de gelar a espinha e já vai treinando seu álibi.

A Mente do Assassino: Aaron Hernandez (2020 – 3 episódios - Dirigido por Geno McDermott).

O que leva uma super estrela do esporte, com um contrato de 40 milhões de dólares e uma carreira brilhante pela frente, a se tornar um assassino? É essa pergunta que a série documental produzida pela Netflix coloca na cabeça do espectador. A história acompanha o caso e o julgamento do jovem astro do time de futebol americano New England Patriots, pelo assassinato de Odin Lloyd, em 2013.

A sérieA Mente do Assassino: Aaron Hernandezvai muito além de contar toda a trajetória do jogador de futebol americano, do início até o julgamento criminal. Ela incomoda, choca e revolta quem assiste. E, acredite, essa é a intenção. É difícil não se envolver com a história trágica de Aaron, um jovem promissor e possível lenda do esporte americano que sofria abusos psicológicos, não só na infância, mas também durante a carreira de astro do time onde jogava.

Contando os abusos do pai, a suposta homossexualidade reprimida em um mundo esportivo completamente machista e até teorias sobre contusões cerebrais que o tornariam mais violento, a série condensa em três episódios toda a vida do jogador que vai do sucesso a um fim imprevisível.

Viciante e revoltante. Assista aos três episódios em uma porrada só e sinta o peso da vida de Aaron sentado ao seu lado no sofá.




Don’t F**k With Cats: Uma Caçada Online (2019 – 3 episódios - Dirigido por Mark Lewis)

Em 2010, vídeos publicados por um perfil anônimo causa indignação em diversas pessoas nas redes sociais. Neles, um homem não identificado aparece assassinando filhotes de gato de diferentes maneiras, sem esboçar nenhuma reação. Espantados com a frieza, alguns usuários do Facebook criam um grupo na rede para localizar o indivíduo capaz de cometer e filmar um crime tão perverso.

É difícil encontrar um adjetivo que defina Don’t F**k With Cats: Uma Caçada Online, mas nojento, repugnante, bizarro e grotesco seriam alguns que cabem como uma luva para essa série documental dividida em três episódios. Aqui, quem conta a história não são os policiais envolvidos no caso, afinal, eles não tinham nenhuma pista de quem era o criminoso.

Os verdadeiros heróis são pessoas comuns que se revoltaram com as atitudes do homem. Pistas pequenas como o tipo de tomada que aparece no vídeo e o sotaque do programa passando na televisão vão montando um quebra-cabeça incrível, que somente um verdadeiro Sherlock Holmes cibernético poderia desvendar.

O final da série é ainda mais impactante e digno de um filme de horror. É até estranho falar que tudo que acontece na série é real, mas, sim, é terrivelmente real. As escaladas que o crime leva até chegar ao seu ápice fazem o público refletir: a internet tem um poder incrível, tanto para o bem, quanto para o mal extremo.



O Povo Contra O.J. Simpson (2016 – 10 episódios - Vários diretores)

Craque recordista da NFL, a liga de futebol americano, o ídolo O.J. Simpson estava acima do bem e do mal. Tente agora imaginar a comoção que um país inteiro sentiu ao ver um herói do porte de O.J. ser acusado de um crime tão brutal: o assassinato da própria esposa, Nicole Brown, e do amigo dela, Ronald Goldman, a facadas.

Mesmo tendo no elenco estrelas como John Travolta, David Schwimmer, Cuba Gooding Jr. e Sarah Paulson, O Povo Contra O.J. Simpsonpassou despercebido por muitos maratonistas de séries. Talvez pelo desconhecimento de quem foi O.J. Simpson e da grande repercussão que o crime teve para a mídia, ou até mesmo pela pouca divulgação da série aqui no Brasil.

O fato é que, em 10 episódios, a série consegue envolver o espectador cada vez mais no julgamento e lhe fazer se perguntar: O.J. é culpado ou inocente?

O caso O.J. Simpson, como ficou conhecido nos anais da imprensa e do judiciário americano, é até hoje um dos crimes mais marcantes e televisionados dos Estados Unidos, que aconteceu entre junho de 1994 e terminou em outubro de 1995. O crime e o julgamento ficaram tão famosos, que os americanos não deram a mínima para a Copa do Mundo de 94.

A série tem atuações brilhantes de Cuba Gooding Jr como O.J. e John Travolta como o advogado de defesa. Ótima para maratonar no final de semana. Tente não pegar spoiler na internet sobre o resultado do julgamento.

E só uma curiosidade: David Schwimmer, o Ross de Friends, interpreta Robert Kardashian, o pai das Kardashians.

Clique AQUIentre no grupo de WhatsApp do Entretê e receba notícias de Cultura e programações artísticas.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet