Cuiabá, sexta-feira, 24/09/2021
08:09:42
informe o texto

Notícias / Bem-estar

09/03/2020 às 10:05

Equipe jovem de F1 constrói carro e compete para ir à Dubai

Mirella Duarte

Equipe jovem de F1 constrói carro e compete para ir à Dubai

Equipe Tucaré escolheu nome que une Tucano e Jacaré

Foto: Foto Divulgação

O F1 nas escolas acontece todos os anos e deve ser realizado em São Paulo com alunos de todo Brasil. 
O projeto é internacionalmente reconhecido e tem o intuito de despertar nos jovens o engajamento de uma microempresa, na qual os membros de cada escuderia devem cumprir funções que vão além da construção de um minicarro de fórmula 1. Para isso, os participantes se dividem em funções como a criação do marketing; plano de negócio social; financeiro e de engenharia, estimulando o processo criativo e o trabalho em equipe.

O melhor garante a vaga na competição do torneio internacional ao levar alguém para Abu Dhabi, Dubai. Isso, juntamente com a final do Grand Prix da Fórmula 1, no dia 29 de novembro deste ano. Em Mato Grosso, a única a participar será a escuderia Tucaré. 

Ao todo, serão 37 equipes. A de Tucaré reune os alunos Isabela Gaudie, gerente geral da escuderia; Fernanda Carvalho, financeiro; Allana Agostiny, diretora de marketing; João Vitor de Oliveira Arruda, designer 3D e Evandro Henrique dos Santos, engenheiro. Carlos Eduardo Juliani e Mara Tereza Antunes dos Santos Farias são os técnicos da equipe. 

Vence a competição a equipe que construir o minicarro que percorrer a distância de 20 metros em menos tempo. A avaliação das organizações se dá, em sua completude, com a análise de todas as etapas retroativas à corrida, como o engajamento enquanto microempresa.
 
As escuderias ficam responsáveis por alocar recursos que viabilizem o projeto. Apesar de serem equipes do SESI, o mesmo não disponibiliza recursos financeiros para os alunos, acarretando na busca independente de patrocínio. Os representantes de Cuiabá conseguiram firmar parceria com empresas reconhecidas regional, nacional e internacionalmente.

Dentre os nove patrocínios alocados pela equipe, se destacam: Stamp que fez os uniformes; Print press, que confeccionou o stand da Tucaré; a Toyota que investiu dinheiro para uniformes e calçados; o SENAI ficou responsável pela usinagem do carrinho. Outras empresas também colaboraram com o projeto.

Um nome bem mato-grossense

O nome Tucaré é uma junção de Tucano com Jacaré, dois animais característicos do bioma de Mato Grosso. Pantaneiros, como se denominam, buscaram carregar a identidade e cultura mato-grossense na competição nacional representadas pelos bichanos.

O design do veículo, aerodinâmica e robustez remetem ao Jacaré e o Tucano. O bico do pássaro influenciou diretamente na aerodinâmica, enquanto a força do réptil no vigor e rigidez do minicarro. Laranja e verde foram as cores escolhidas para o projeto e a logo da escuderia, em consonância com os atributos do ‘Tucaré’.
Estudos e testes são feitos em um software chamado Fusion 360 para a confecção do formato, modelagem, passagem de ar e atrito do carrinho, que é usinado em um bloco de polietileno. O material escolhido para a usinagem faz parte das regras do evento. Já a escolha dos elementos para aerofólio e rodas é feita exclusivamente pelos participantes.

O campeonato é internacionalmente conhecido e existe desde 2003 na Inglaterra. Em 2014, aconteceu a primeira edição no Brasil. Em 2019 foi a primeira edição realizada pelo SESI. Essa é a segunda participação da equipe.

Na sua primeira aparição, em 2019, no Rio de Janeiro (RJ), conquistou o prêmio de melhor atuação feminina competindo com 18 equipes de todo país. Esse ano o evento acontecerá novamente em São Paulo, nos dias 6, 7 e 8 de março no parque Ibiraquera, com 37 escuderias e garantirá vaga para os vencedores na etapa internacional, que acontece juntamente com o GP de Fórmula 1, em Abu Dhabi, Dubai, no mês de novembro.
Clique AQUI, entre no grupo de WhatsApp do Entretê e receba notícias de Cultura e programações artísticas.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet