Cuiabá, domingo, 07/06/2020
06:25:22
informe o texto

Notícias / Cinema

02/05/2020 às 11:00

Quatro obras de cineasta mato-grossense estão disponíveis na internet

São longas e curtas-metragens documentais e de ficção para assistir no Youtube até dia 30 de maio

Maria Clara Cabral

Com as salas de cinema fechadas, novas janelas estão se abrindo para que o público possa conhecer e prestigiar o cinema produzido em Mato Grosso.

Quatro obras da roteirista, pesquisadora e diretora mato-grossense Marithê Azevedo, estão disponíveis na internet até o dia 30 de maio. Trata-se de longas e curtas-metragens documentais e de ficção que tratam de diversas temáticas e trazem para as telas cenários locais.

Os filmes são atrações da edição especial da Temporada de Filmes do Cine Teatro Cuiabá, que substitui a programação presencial, cancelada em atenção às medidas de contenção e prevenção à Covid-19.

Enquanto durarem as medidas de distanciamento social, o projeto também pretende difundir produções audiovisuais realizadas em Mato Grosso através das redes sociais do Cine Teatro Cuiabá e do Cineclube Coxiponés da UFMT. A iniciativa também tem parceria da Rede Cineclubista de Mato Grosso (REC-MT).

Marithê Azevedo


Marithê Azevedo é doutora em Artes Cênicas e Mestre em Cinema pela ECA/USP. Docente do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea da Universidade Federal de Mato Grosso (ECCO/UFMT), também atua como cineasta, roteirista e propositora de poéticas urbanas.

Dirigiu e roteirizou mais de 30 produções audiovisuais para a educação, quatro curtas de ficção, sete documentários, além de ter dirigido uma série em sete episódios para o canal GNT. Atuou como jurada no VIII Taller de Guion no XI Bolivia Lab e é ganhadora de diversas premiações, como a de Melhor Documentário Brasileiro do FEMINA (Festival Internacional do Cinema Feminino) por “Memórias Clandestinas”.

Atualmente está finalizando o documentário “As cores que habitamos” e teve o roteiro para o longa-metragem de ficção “Religare” selecionado pelo MINC e premiado pelo Bolivia Lab e Lab Visões Periféricas.
 
Links para os filmes

A história do lixo
(MG/SP, 1991, 4', classificação indicativa livre)
Curta experimental de temática ambiental;

Memórias Clandestinas
(SP, 2004, 70', classificação indicativa livre)
Relatos contundentes de Alexina Crespo, primeira esposa do líder das Ligas Camponesas Francisco Julião;

Bolhas de sabão desmancham no ar
(MT, 2011, 20', classificação indicativa 12 anos)
Filme realizado em Cuiabá, com participação do ator e teatrólogo Amir Haddad;

Licor de pequi
(MT, 2016, 15'39'', classificação indicativa livre).
Filme realizado em locações no Centro Histórico de Cuiabá e protagonizado por Lúcia Palma, Luana Costa e Flor Leite.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Preencha seu email abaixo para receber atualizações diárias de nossos artigos
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet