Cuiabá, sexta-feira, 14/05/2021
03:15:09
informe o texto

Notícias / Cinema

16/06/2020 às 10:00

Com o lema 'Sobrevivências’, Coxiponés abre inscrições para MAUAL 2020

Realizada ininterruptamente há 18 anos, a Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina deverá ter edição inteiramente online

Maria Clara Cabral

Com o lema 'Sobrevivências’, Coxiponés abre inscrições para MAUAL 2020

'A Barragarcense', filme de MT exibido na MAUAL 2019

Foto: Divulgação

Em contexto de enfrentamento para o audiovisual brasileiro, a criatividade vem vencendo obstáculos e retrocessos. Espaços de circulação independentes, como festivais e mostras culturais, migram para o virtual como alternativa à pandemia e mostram-se, cada vez mais, como condições de sobrevivência do setor.

A partir desta terça-feira (15), realizadores universitários e independentes de Mato Grosso, estados do Brasil e países da América Latina podem inscrever seus curtas-metragens na 19ª Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina, a MAUAL 2020. As inscrições têm início às 19h30 e seguem até o dia 14 de julho; formulário e regulamento completo estarão disponíveis no site.

A Mostra Competitiva da MAUAL ocorre entre os dias 28 de setembro e 2 de outubro, com programação inteiramente online – se até lá durarem as medidas de distanciamento social –, através do compartilhamento dos curtas selecionados no canal do YouTube do Cineclube Coxiponés. Um júri oficial elegerá os melhores filmes de cada modalidade e sub-categorias, entre outras premiações.

Podem concorrer curtas brasileiros e latino-americanos com até 30 minutos de duração nas modalidades Universitária e Independente, subdividas nas categorias Documentário, Ficção e Experimental. Cada realizador poderá se inscrever em uma única modalidade e participar do processo de seleção da MAUAL com até dois curtas.

Como em edições anteriores, poderão participar realizadores universitários – estudantes, professores e técnicos administrativos – e independentes – realizadores autônomos ou ligados a produtoras independentes. Outra novidade dessa edição: os curtas inscritos na Mostra Competitiva da MAUAL 2019, mas que não tenham integrado a edição, poderão participar novamente do processo de seleção.

Os selecionados serão divulgados a partir de 25 de agosto. Uma comissão de seleção avaliará os curtas inscritos a partir de critérios relacionados à adequação às normas do edital à originalidade e criatividade das produções.

Sobrevivências

Realizado pelo Cineclube Coxiponés da UFMT, o cineclube mais antigo em atuação em Mato Grosso, a Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina se consolida como a principal vitrine da produção latino-americana independente no Estado. Além da difusão, o evento, que agora terá programação inteiramente online, tem como objetivo o desenvolvimento do audiovisual através de encontros e formações.

Ao longo dos anos, vários painéis, seminários, oficinas e atividades artístico-culturais diversificadas suscitam encontros, debates e estimulam a prática do audiovisual. Muitos dos jovens realizadores e produtores que participaram da MAUAL hoje são profissionais atuantes dentro e fora do estado.


Diego Baraldi, supervisor do Cineclube Coxiponés da UFMT, lembra que, além da pandemia, a 19ª edição da MAUAL enfrenta uma conjuntura de polarização social e de esgarçamento das políticas públicas de incentivo à cultura, portanto

“Nos últimos dezoitos meses, vivemos a paralisia na Ancine e a precariedade em que se encontra a Cinemateca Brasileira, só para mencionar dois exemplos. Por isso, acreditamos na importância desse esforço pela realização da MAUAL em 2020”.

Desde março, a programação do Cineclube Coxiponés migrou para as redes sociais, como forma de se reinventar após 4º anos de história, mesmo em meio às dificuldades estruturais e apreensões da pandemia.

“Através do diálogo com realizadores e iniciativas parceiras temos mantido atividades regulares, com ênfase no compartilhamento de conteúdos audiovisuais produzidos em Mato Grosso”, destaca Baraldi.

Assim, com o lema ‘Sobrevivências’ Baraldi assinala que o trabalho do Cineclube para 2020 aponta para questões que envolvem não apenas a sobrevivência das pessoas em tempos de pandemia, mas para a sobrevivência do audiovisual independente brasileiro e mato-grossense.

Equipe da MAUAL 2019. Foto: Divulgação

Thania Monteiro de Arruda, coordenadora de Cultura da Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência da UFMT, destacou a importância da manutenção da MAUAL no calendário de ações culturais da UFMT desse ano, já que a Mostra é a única em Mato Grosso a acontecer de forma ininterrupta nos últimos dezoito anos.

“Vamos lutar pela continuidade da Mostra, pra que ela se mantenha como esse espaço de intercâmbio de olhares e de experiências em torno do pensar e do fazer audiovisual brasileiro e latino-americano”, enfatiza.

Versão online

Outro aspecto a destacar, é que MAUAL 2020 está sendo pensada no contexto das medidas de contenção e prevenção da Covid-19. Desse modo, a princípio, todas atividades previstas para a Mostra (workshops, conversas sobre curtas exibidos, encontro da Rede Cineclubista de Mato Grosso e, principalmente, a Mostra Competitiva de Curtas) acontecerão no YouTube do Cineclube Coxiponés.

“Na versão online da Mostra, temos a expectativa de que, para além da divulgação feita pelo Cineclube, os próprios realizadores se esforçarão para propagar que seus curtas estão participando da Mostra Competitiva; dessa forma, quem conseguir mobilizar mais o público, no sentido das visualizações conquistadas pelo curta, também será premiado; é a variação do júri popular que conseguimos imaginar para essa edição”, informa Diego Baraldi.

Realizada pelo Cineclube Coxiponés da Universidade Federal de Mato Grosso através da Coordenação de Cultura e Vivência da Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência (PROCEV/UFMT), a MAUAL 2020 conta com a parceria dos Cursos de Radialismo e de Cinema & Audiovisual da UFMT, ComunicArte UFMT, Associação Mato-Grossense de Audiovisual (MTCINE) e Rede Cineclubista de Mato Grosso (REC-MT). 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet