Cuiabá, terça-feira, 11/08/2020
02:13:43
informe o texto

Notícias / Variedades

29/07/2020 às 12:30

Mulheres se unem para driblar a crise compartilhando saberes em grupo virtual

Nesta quarta-feira (29), a engenheira Civil Daniela Argenta trata de “Empoderamento prático através de ferramentas e furadeiras”

Maria Clara Cabral

Diante da crise social e econômica consequente da pandemia do coronavírus, grupo virtual para trocar saberes foi uma alternativa encontrada por mulheres visando aprender novas expertises durante a quarentena.
 
Tem dona de casa, empresária, professora, advogada, jornalista, artesã, maquiadora, manicure, profissionais da saúde, dentre outras profissões e empreendedorismo. Elas compartilham conhecimentos que vão desde direitos e deveres, a atividades cotidianas, como a automaquiagem, e reparos em casa, utilizando de furadeira, martelo, prego, chave de fenda, alicate e trena.
 
'Mulheres da Grande Família', como o grupo é chamado, existe há quase dois meses e já tem 101 participantes com atuação diária. Uma vez por semana elas se reúnem para uma oficina de aprendizagem.
 
Nesta quarta-feira (29), às 19h, a engenheira Civil, Daniela Argenta, trata sobre “Empoderamento prático através de ferramentas e furadeiras”. O convite é para as mulheres ganharem a independência dos reparos em casa: “uma oportunidade bem legal. Com o conteúdo, além de ganhar autonomia, vocês economizarão, não precisando pagar alguém para fazer estes pequenos reparos”.
 
O projeto é idealizado pela empresária e dona de casa Leonora Sodré e não tem fins lucrativos; qualquer mulher pode participar, independente da ocupação e localidade. O grupo é exclusivo para mulheres e pretende expandir o número de participantes; quem tiver interesse pode entrar em contato no telefone (65) 99998-2305, com Thamires Rondon.
 
Empreendedorismo
 
Na última semana, a renomada maquiadora cuiabana Mayara Strobel, no mercado há mais de 11 anos, deu uma aula de automaquiagem. Com o cenário de festas cancelado, por conta da pandemia do Covid-19, como casamentos, formaturas e grandes eventos – mas as contas chegando – a profissional contou sobre sua necessidade de se reinventar novamente.
 
Mayara então se lançou na produção de curso online de maquiagem para vender o seu produto, onde pretende lançar o primeiro na segunda quinzena de agosto.
 
O primeiro trabalho será um curso de automaquiagem, em vídeo, contendo 10 aulas, com seis técnicas específicas, aulas teóricas e bônus e, posteriormente, um profissional. Nesta quinta-feira (30) lançará o e-book, apresentando o seu conteúdo, que segue com um curso gratuito, previsto para o dia 4 de agosto, para depois entrar com o curso pago da automaquiagem.
 
São histórias e experiências como a de Mayara, que o grupo “Mulheres da Grande Família” é composto.
 
“Eu trabalhava em cartório e não tinha o menor envolvimento com o mundo da estética e beleza, mas gostava de me maquiar. Um belo dia cheguei no cartório e fui demitida com mais 10 colegas, onde me vi desempregada e desesperada. Foi quando uma amiga, vizinha de quitinete, me deu a ideia de começar a fazer maquiagem e ganhar um trocado e nunca mais parei. Descobri que era aquilo que eu queria fazer, que eu precisar aprender mais e estudar e especializar para atender todo o tipo de cliente”, lembra Mayara.
 
Mayara tinha em mente que o trabalho seria apenas um “bico”. No entanto, o trabalho foi crescendo, em uma época que o marketing era feito somente pelo “boca a boca”, e a quitinete que ela atendeu duas clientes, no primeiro fim de semana de sua jornada, chegou de ter 17, no mesmo dia, esperando para ser maquiada.
 
Foi quando ela recebeu um convite para trabalhar em um grande salão de beleza, onde pôde fazer o seu primeiro curso com uma profissional renomada. Isso foi depois de quatro anos de atuação, pois o custo de um curso era alto, além de não ter apoio da família, que não acreditava na profissão.
 
“Eles falavam que isso era coisa de quem não queria estudar. Eu me lembro certinho do meu pai falando isso. Mas, mal eles sabem, o tanto que a gente tem que estudar e se dedicar para ficar bom. Eu me especializei em noivas, já atendi muitas em Cuiabá, dou muito curso Até antes da pandemia eu dava em torno de dois a três cursos vips por semana. Formei muitos profissionais”, conta. 

 
Com assessoria

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Preencha seu email abaixo para receber atualizações diárias de nossos artigos
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet