Cuiabá, sábado, 19/06/2021
20:47:24
informe o texto

Notícias / Política

09/06/2021 às 08:24

Mauro cita preocupação com facções dominando presídios e sensação de impunidade

Governador disse que Estado cria comissões para garantir a penalização de criminosos e buscar mudar a realidade atual

Camilla Zeni

Mauro cita preocupação com facções dominando presídios e sensação de impunidade

Foto: Mayke Toscano

O campo da Segurança Pública causa preocupação e merece atenção, defendeu o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), durante inauguração da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, em Cuiabá, nessa terça-feira (8). Mauro chamou a atenção para a dominação de facções em presídios e para uma sensação de impunidade por parte dos criminosos. 

“Hoje as pessoas tiram as vidas uns dos outros por coisas muito banais, porque tem a sensação de impunidade, que fica por isso mesmo. Precisamos mudar isso. As pessoas têm que ter a absoluta convicção de que isso não vai valer a pena, que não vale a pena alguns tipos de crimes, bater, matar uma mulher, matar um ser humano”, defendeu em seu discurso.

Mauro ponderou a importância do Congresso Nacional frente às mudanças necessárias na área da Segurança Pública, uma vez que, em sua visão, os criminosos cometem suas infrações porque as leis ainda são brandas. Segundo ele, são necessárias mudanças estratégicas.

“Nessa área de segurança, eu temo que precisamos encontrar um novo caminho. Existem cidades nesse país em que as facções criminosas ou milícias tomaram conta e isso pode, cada vez mais, ir acontecendo em todo o país. Precisamos trazer uma reflexão profunda sobre isso, porque, o dia que isso acontecer, nós vamos mudar, contribuir com a mudança cultural, para que homens respeitem as mulheres, o ser humano, respeitem a vida”, acrescentou.

O governador ainda ressaltou que uma mudança na gestão das penitenciárias pode resultar em uma mudança de cultura com a redução dos crimes. Para isso, Mauro diz que já criou comissões para garantir a penalização de criminosos, em todos os âmbitos. 

Essa prisão tem que ser controlada pelo estado e não pelas facções criminosas como normalmente o é em grande parte das penitenciárias. Por isso, estamos fazendo esse investimento no sistema penitenciário de Mato Grosso, porque temos a convicção de que controlando lá nós vamos controlar e melhorar a Segurança Pública”, finalizou.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet