Cuiabá, quarta-feira, 23/06/2021
02:00:25
informe o texto

Notícias / Política

10/06/2021 às 17:32

'Medicamentos foram comprados com sobrepreço de 90%', diz Deccor

A informação é do delegado Eduardo Botelho, que classifica os fatos como “gravíssimos”

Kamila Arruda

'Medicamentos foram comprados com sobrepreço de 90%', diz Deccor

Foto: Reprodução

Investigações conduzidas pela Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Deccor) apontam que remédios que não são utilizados para combater a covid-19, foram adquiridos pela Secretaria de Saúde da Capital de forma emergencial, com sobrepreço de até 90%. 

A informação é do delegado Eduardo Botelho, que classifica os fatos como “gravíssimos”. “Houve aquisição realizada sem licitação com dispensa em licitação, baseada na justificativa de que essa aquisição seria para o combate à pandemia. Só que a medicação adquirida, em si, não é uma medicação utilizada no combate à covid-19”, explicou o delegado.

Leia também - Dilemário pede que Senado convoque Emanuel para explicar superfaturamento de remédios

As aquisições foram feitas com dispensa de licitação, mecanismo que pode ser usado em situações de emergência, como é o caso da pandemia da covid-19. De acordo com Botelho, mais de um medicamento que não é utilizado para o tratamento do coronavírus foi adquirido de forma emergencial.

“Teve medicação adquirida com sobrepreço de até 90%, que foi adquirida com base nessa dispensa, que na verdade não era usada no combate à covid e ainda foi adquira com um sobrereço de 90%. É um fato gravíssimo”, disse.

As irregularidades foram contatadas por meio de um inquérito criminal que deu origem à Operação Overpriced, que teve a segunda fase deflagrada na manhã desta quinta-feira (10).

O delegado ainda não descarta a deflagração de uma terceira fase. “Ainda faltam algumas pessoas, existem algumas oitivas pendentes de conclusão. Dpendendo do que foi colhido nessas oitivas pode ter uma terceira fase, não está descartada”, finalizou.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet