Cuiabá, sábado, 31/07/2021
13:29:42
informe o texto

Notícias / Política

14/06/2021 às 11:40

Após operação, CPI dos Medicamento quer intimar ex-secretário e adjuntos novamente

A nova convocação é reflexo da segunda fase da Operação Overpriced que aponta a existência de uma organização criminosa na Secretaria de Saúde

Alline Marques

Após operação, CPI dos Medicamento quer intimar ex-secretário e adjuntos novamente

Foto: Assessoria

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Medicamentos estuda intimar o ex-secretário de Saúde Luiz Antônio Possas de Carvalho para prestar novo depoimento junto à CPI. Ele é apontado como líder de uma organização criminosa instalda na pasta com o objetivo de desviar recursos públicos, por meio da contratação irregular de empresas para fornecimento de remédios. 

A nova convocação é reflexo da segunda fase da Operação Overpriced, deflagrada pela Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Deccor) na semana passada, que trouxe à tona o esquema montado na SMS que vai desde superfaturamento até aquisição excessiva de medicamentos. 

Possas foi ouvido pelos membros da Comissão no último dia 26. Na ocasião, ele garantiu que não tinha nenhum envolvimento no fato que levou o vencimento de dezenas de medicamentos na Capital. O ex-secretário disse que a aquisição de remédios era de responsabilidades das secretarias-adjuntas.

Por conta disso, os três adjuntos de saúde, que atuaram até o final do ano passado, também foram convocados pela CPI. Tratam-se de Milton Correa, Luis Gustavo Palma e João Henrique Paiva, que devem ser intimados pela Comissão novamente, tendo em vista que também foram alvos da operação.  

No inquérito, a Deccor afirma que Possas tinha pleno conhecimento dos processos licitatórios para aquisição de medicamentos, nos quais foram identificados irregularidades, tais como sobrepreço e direcionamento para favorecer empresas.

A fim de se inteirar sobre a investigação, a CPI encaminhou um ofício a Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Deccor) solicitando cópia do inquérito oriundo da Operação Overpriced.

A intenção dos membros da Comissão é reunir informações que venham a corroborar com as investigações em andamento no Parlamento. Para tanto, foi solicitado acesso integral ao Procedimento de Investigação Criminal ou outros dele decorrentes referentes a primeira e a segunda fase da operação.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet