Cuiabá, quarta-feira, 04/08/2021
12:10:08
informe o texto

Notícias / Política

21/06/2021 às 17:32

Kalil reconhece que doses extras eram para MT e defende vacinas para 141 cidades

O emedebista afirma que, em reunião com o presidente Jair Bolsonaro na semana passada, o chefe da república já havia externado a sua preocupação com a questão da fronteira.

Kamila Arruda

Kalil reconhece que doses extras eram para MT e defende vacinas para 141 cidades

Foto: Prefeitura de Várzea Grande

O prefeito de Várzea Grande Kalil Baracart (MDB) defendeu o posicionamento do ministro Marcelo Queiroga, que nesta segunda-feira (21) anunciou que não enviará doses extras para o município e a capital mato-grossense em razão da Copa América. 

O emedebista afirma que, em reunião com o presidente Jair Bolsonaro na semana passada, o chefe da República já havia externado a sua preocupação com a questão da fronteira, tendo em vista a nova onda da covid-19.

Leia também - Preocupado com variantes, ministro diz que vacinas 'extras' virão para todo estado

“Vamos aguardar uma posição oficial do Ministério da Saúde. Em que pese em nossa audiência o ministro Marcelo Queiroga tenha reafirmado o compromisso do presidente Jair Bolsonaro, ele sinalizou preocupação com Mato Grosso e suas 141 cidades, decorrida da questão da fronteira e da Cepa Andina da covid-19”, disse Kalil, em entrevista ao Leiagora.

Neste contexto, o gestor municipal destacou que sempre defendeu a vacinação de toda a população do Estado. “Sou prefeito de Várzea Grande e tenho minhas obrigações e defesa da cidade e de sua gente, mas sempre defendi que todos fossem imunizados, pois não temos como fechar uma cidade deste tamanho e que é tão importante para o desenvolvimento de Mato Grosso e do Brasil.Por isso vejo até como justo que as vacinas cheguem para as 141 cidades de Mato Grosso e sua gente”, completou.

Nesta segunda-feira (21), o ministro informou que deve encaminhar doses extras para Mato Grosso por conta da fronteira com a Bolívia, mas negou que irá aumentar a quantidade de vacinas em função dos jogos da Copa América.

Kalil se reuniu com Bolsonaro após uma articulação do senador Jayme Campos (DEM). Ele foi a Brasília estender o pedido do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) de repasse de doses extras para a cidade industrial devido ao campeonato mundial.

O prefeito alegou que, apesar de Várzea Grande não ser cidade sede dos jogos, é ela quem recebe todas as seleções, uma vez que o aeroporto é localizado no município.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet