Cuiabá, quarta-feira, 21/02/2024
08:17:04
informe o texto

Notícias / Geral

06/12/2023 às 19:26

VELÓRIO DE ZAMPIERI

Morte de Zampieri foi um ato de violência contra a advocacia, diz Faiad

Apesar disso, ele nega que o colega estivesse sofrendo ameaças

Da Redação - Eduarda Fernandes / Reportagem local - Paulo Henrique Fanaia

Morte de Zampieri foi um ato de violência contra a advocacia, diz Faiad

Foto: Ahmad Jarrah | Paulo Henrique Fanaia - Leiagora

O advogado Francisco Anis Faiad esteve presente no velório de Roberto Zampieri, advogado executado com 10 tiros na noite de terça-feira (5), afirmou não ter dúvidas de que o assassinato ocorreu em razão da profissão que ele exercia. Zampieri foi morto ao sair de seu escritório de advocacia, localizado no Bairro Bosque da Saúde, em Cuiabá. O criminoso estava de tocaia há pelo menos uma hora à espera da vítima.

“Um ato desse, e eu não tenho dúvida que em razão do exercício profissional dele, é uma ofensa à advocacia como um todo e à sociedade. Eu espero que esse ato seja severamente investigado e punido”, disse Faiad à imprensa na tarde desta quarta-feira (6), durante o velório de Roberto.

Para Faiad, o crime fomenta ainda mais a sensação de insegurança na categoria que, nas palavras dele, vive uma luta constante de satisfação e insatisfação para com seus clientes e a outra parte nos processos. “A atividade da advocacia é uma atividade de risco e, mais uma vez, isso se prova”. 

Apesar disso, ele nega que o colega estivesse sofrendo ameaças. “Absolutamente nenhum, nada, pelo contrário, ele estava tranquilo, exercendo a profissão como sempre”.

Faiad descreve que Roberto Zampieri era um advogado militante há muitos anos e vivia da advocacia e foi através dela que passou a exercer outras atividades no mundo empresarial. “Mas um advogado que nunca deixou o escritório, que nunca deixou processos, nunca deixou o tribunal”, lembra.

Para acompanhar o caso, a presidente da OAB-MT, Gisela Cardoso, e o conselheiro federal Leonardo Campos, se reuniram com o secretário estadual de Segurança Pública, Coronel PM César Augusto de Camargo Roveri, para pedir uma investigação aprofundada do caso.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet