Cuiabá, sábado, 25/05/2024
03:46:32
informe o texto

Notícias / Polícia

14/05/2024 às 12:34

TESTA DE FERRO 1

Preso em operação era motorista de filha de WT e usava tornozeleira para líder luxar

Um dos alvos da “Apito Final” levava filha do criminoso para escola

Da Redação - Jardel P. Arruda/Da Reportagem Local - Eloany Nascimento

Preso em operação era motorista de filha de WT e usava tornozeleira para líder luxar

Em primeiro plano, delegado Rafael Scatolon; no destaque, Paulo Vinicíus

Foto: Eloany Nascimento/Montagem Leiagora

O autônomo Paulo Vinícius Gabriel de Araújo, 21 anos, trabalhava como motorista particular da filha de Paulo Winter Farias Paelo, mais conhecido como WT, um dos líderes da facção criminosa dominante no estado e responsável pelo tráfico de drogas dentro e fora de unidades prisionais. 

Além disso, ele também utilizava tornozeleira eletrônica de WT para permitir que o chefe da facção criminosa pudesse realizar viagens de luxo. As informações foram confirmadas pelo delegado Rafael Scatolon, da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), na manhã desta terça-feira (14).

Leia também - Motorista de secretário de obras é apontado como 'testa de ferro' de WT; preso nesta manhã

“O Paulo [Vinícius] era o responsável por utilizar a tornozeleira enquanto o WT estava viajando, estava no Rio, estava em Maceió, e por isso o embaraço nas investigações”, disse Rafael. “Ele levava e buscava a filha do WT todos os dias para a escola”, completou.

Paulo Vinicíus foi um dos dois alvos da operação Apito Final, que cumpriu dois mandados de prisão e um de busca e apreensão nesta terça (14), em Cuiabá, após desdobramentos nas investigações. 

Além dele, o motorista do secretário de Obras e servidor da Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (LIMPURB), Jeferson da Silva Sancoviche, 30 anos, conhecido como 'Japão', também foi detido e apontado como testa de ferro de WT e laranja. Os dois permitiram que Paulo Winter levasse uma vida de luxo apesar de cumprir prisão em regime aberto.

WT foi preso no dia 29 de abril, em Maceió, Alagoas, durante um campeonato de futebol amador, na operação WO. Paulo Winter é um dos líderes e tesoureiro da facção criminosa. O time “Amigos W.T” teria sido criado, entre outras coisas, pra lavagem de dinheiro.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet