Cuiabá, sábado, 25/05/2024
04:51:59
informe o texto

Notícias / Política

15/05/2024 às 13:37

MAIS UMA OITIVA

Ex-secretário de saúde e alvo de operação é ouvido pela Comissão Processante nesta quarta

Além dele, a Processaste ainda irá colher os depoimentos de Dalila Roque Ribeiro e Wellen Márcio Nascimento, ex-servidoras da Saúde de Cuiabá

Paulo Henrique Fanaia

Ex-secretário de saúde e alvo de operação é ouvido pela Comissão Processante nesta quarta

Foto: Câmara de Cuiabá

Os ex-servidores da saúde de Cuiabá, Luiz Antônio Possas de Carvalho, Dalila Roque Ribeiro e Wellen Márcio Nascimento, serão ouvidos pela Comissão Processante na Câmara de Cuiabá na tarde desta quarta-feira (15). Eles foram arrolados pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) como testemunha de defesa no processo que tramita na Casa de Leis contra o emedebista.

 

Possas foi secretário de saúde e procurador-geral do município durante a gestão do atual chefe do Executivo Municipal. Ele deixou a administração após ser alvo da Overpriced. À época das investigações, o ex-secretário foi apontado como líder do grupo criminoso investigado por sobrepreço na compra de medicamentos durante a pandemia da covid-19.  

 

Dalila, por sua vez, respondia pela ex-secretária adjunta da Saúde e Wellen Marcio Nascimento, era coordenadora de atenção básica.

 

Demais oitivas

 

Na segunda-feira (13), os vereadores realizaram a oitiva de Hellen Cristina da Silva, ex-servidora da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá. Os ex-secretários Milton Corrêa da Costa Neto e Célio Rodrigues também foram intimados para prestar depoimento, mas alegaram que não poderiam comparecer e solicitaram uma nova data.

 

As demais oitivas das testemunhas serão realizadas nos dias 17 e 20 de maio. O prefeito Emanuel será o último a ser ouvido. A oitiva do gestor municipal está marcada para acontecer no dia 22 de maio.

 

O pedido de abertura de Comissão Processante contra Emanuel foi protocolado pelo vereador Felipe Corrêa (PL) e aprovado por 16 votos em março deste ano e tem como base as investigações conduzidas pelo Ministério Público Estadual (MPE), colocando o prefeito como líder de uma organização criminosa que desviou valores milionários da Secretaria de Saúde de Cuiabá.

 

 
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet