Cuiabá, terça-feira, 18/06/2024
04:37:39
informe o texto

Notícias / Política

27/05/2024 às 16:11

EMENDAS PARLAMENTARES

Ela precisa ter sabedoria, diz Margareth para Coronel Fernanda como coordenadora da bancada

Vitória de Fernanda pela coordenação garante ao grupo do PL, não ao de Mauro, a articulação junto ao governo Federal

Jardel P. Arruda

Ela precisa ter sabedoria, diz Margareth para Coronel Fernanda como coordenadora da bancada

Foto: Montagem/Câmara dos Deputados

Após abrir mão de disputar a coordenação da bancada federal de Mato Grosso em favor da deputada Coronel Fernanda (PL), a senadora Margareth Buzzetti (PSD) disse ter aconselhado a colega a ter sabedoria para colocar a liderança dos parlamentares do estado acima da ideologia pessoal.

O conselho foi dado porque Fernanda é conhecida por fazer oposição sistemática ao governo Lula (PT) e o papel da coordenação da bancada é justamente fazer a interlocução dos parlamentares de Mato Grosso com o governo Federal.

“Não faço oposição por Oposição a ninguém e falei muito isso a ela: Ela tem que ter a sabedoria de que agora ela tem que estar acima de partido e saber conversar com o governo federal, alguns Ministérios, com quem tiver que ser”, aconselhou Buzetti, disse a senadora na sexta-feira (24).

Questionada se acredita se Fernanda será capaz de cumprir esse conselho, Buzetti foi sucinta: “Eu espero que sim e acredito que sim. Porque senão quem sai perdendo é ela”. 

Disputa pela coordenação

A coordenação da bancada federal é um cargo normalmente ocupado por alguém com afinidade com a gestão federal e boa habilidade de articulação política. O cargo era ocupado pelo deputado Juarez Costa (MDB), conhecido justamente por ter bom trato político tanto com a direita, quanto com a esquerda. 

Cabe ao coordenador fazer a indicação das emendas parlamentares de bancada e, com isso, tentar garantir o maior montante possível de recursos para o Estado, além de ser o representante dos parlamentares em discussões estruturais.

Antes de Juarez, na legislatura passada, os coordenadores foram os então deputados Dr. Leonardo (Republicanos), que atualmente exerce função similar como secretário de Estado do Escritório de Representação de Mato Grosso em Brasília, e Neri Geller (PP), o qual agora ocupa cargo estratégico no Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA).

Se Margareth fosse escolhida coordenadora, garantiria ao grupo de Mauro Mendes o domínio sobre essa articulação. Entretanto, os parlamentares do PL, que compõem quase metade da bancada de Mato Grosso, se uniram para garantir esse cargo.

Com isso, Coronel Fernanda, uma opositora da gestão federal, terá presença em todas as reuniões de definição de políticas estratégicas para Mato Grosso que contam com a participação da bancada de Mato Grosso.

“Na realidade, a bancada deles é maior que a nossa, certo. Nada mais justo do que ela assumir. Ela tinha vontade de assumir, eu falei 'eu abro mão, você toca bancada'. Ela falou 'então o ano que vem você' e eu falei 'o futuro a Deus pertence', contou Margareth.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet