Cuiabá, domingo, 16/06/2024
17:39:44
informe o texto

Notícias / Geral

28/05/2024 às 10:32

52% ESTÃO NO INTERIOR

Presidentes de subseções vão à Brasília e reivindicam representação proporcional entre interior e capital no pleito da OAB

Os advogados apresentaram um estudo sobre as demandas do interior e fizeram uma consulta ao Conselho Federal para garantir a proporcionalidade na formação das chapas no pleito deste ano

Leiagora

Presidentes de subseções vão à Brasília e reivindicam representação proporcional entre interior e capital no pleito da OAB

Foto: Assessoria

Os representantes dos presidentes das subseções de Mato Grosso debateram o pleito da interiorização da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) com o Conselho Federal, que irá analisar a consulta referente à proporcionalidade nos cargos eletivos das seccionais, em especial, a de Mato Grosso, onde 52% dos advogados estão no interior do estado. 

O relator do Grupo de Trabalho e presidente da 17ª subseção de Sorriso, Fernando Mascarello, disse que a reunião foi muito produtiva.

“Entendemos que pelo fato de o interior representar 52% da advocacia como um todo em Mato Grosso merece uma participação condizente nos cargos diretivos. E agora vamos progredir neste diálogo e nesta construção no atendimento da demanda do interior do estado”, afirmou Mascarello. 

A advocacia do interior enfrenta obstáculos a exemplo da baixa presença na Diretoria Seccional e da Caixa de Assistência dos Advogados, bem como Subseções que não possuem representantes no Conselho Estadual para defender seus interesses.

A presidente da 21ª subseção de Lucas do Rio Verde, Danusa Oneda, destacou que o grupo estava representando todas as 29 subseções de Mato Grosso. 

A presidente da 3ª subseção de Cáceres, Cibeli Simões, destaca que a representatividade importa e representa a inclusão da categoria. 

O presidente da 12ª subseção de Nova Xavantina, Rafael Pereira Lopes, ressaltou que a interiorização é importante para garantir a representatividade de fato aos advogados. “Interiorização, representatividade e proporcionalidade são as palavras de ordem”, declarou. 

O presidente da 25ª subseção de Nova Mutum, Jonas Henrique Meldola da Silva, lembrou que Mato Grosso é pioneiro nesta ação que visa contemplar a advocacia de Mato Grosso, mas também do país.

A ação foi parabenizada pela presidente da 6ª subseção de Sinop, Xênia Guerra, que defende a pauta da representatividade. 

“Mais uma vez os advogados de Mato Grosso saem na frente e buscam ampliar a representatividade da advocacia do interior, o que dá mais orgulho ainda de fazer parte deste grupo de profissionais. E eu fico muito feliz com este movimento e quero parabenizar todos que estão engajados em fazer com que o interior seja ouvido e representado na nossa entidade. Queremos a união e a inclusão para todos os advogados e advogadas de Mato Grosso”, declarou Xênia na tarde desta segunda-feira (27).  

Também estiveram presentes na reunião o representante da Comissão Eleitoral Nacional, Marcos Barros Méro Júnior, o diretor-tesoureiro do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Leonardo Campos, a presidente da seccional de Mato Grosso, Gisela Cardoso, e o advogado Yendis Costa, membro efetivo da Comissão Nacional Especial de Direito Tributário.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet