Cuiabá, sexta-feira, 12/07/2024
19:29:26
informe o texto

Notícias / Geral

02/06/2024 às 15:45

SER FAMÍLIA MULHER

'Aprendi muito sobre os meus direitos', afirma moradora de comunidade rural que recebeu a Expedição MT por Elas

Distrito Vila Aparecida, foi o primeiro a receber atendimentos do Programa SER Família Mulher, idealizado pela primeira-dama Virginia Mendes

Leiagora

'Aprendi muito sobre os meus direitos', afirma moradora de comunidade rural que recebeu a Expedição MT por Elas

Foto: João Reis

"Aprendi muito sobre os meus direitos. Muita coisa eu não sabia, como os tipos de violência que existem e que para muitas de nós passam despercebidos”, afirmou Rosimeire Ribeiro da Silva, moradora do Distrito Vila Aparecida, em Cáceres (265 km de Cuiabá), sobre os atendimentos da Expedição SER Família Mulher – MT Por Elas, idealizada pela primeira-dama Virginia Mendes. 

“Saio daqui melhor do que antes, com outra visão sobre os meus direitos. Agora que tenho esse conhecimento vou levar para o meu dia a dia, principalmente na criação dos meus filhos, e vou repassar para o meu esposo e meus familiares”, completou Rosimeire.

A comunidade rural foi a primeira a receber os atendimentos itinerantes da van do SER Família Mulher, que é gerido pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), por meio da Superintendência de Políticas Públicas para as Mulheres.

A van percorrerá as 15 Regiões Integradas de Segurança Pública (RISP), onde serão oferecidas capacitações às equipes da rede socioassistencial. A assistente social da Setasc, Fátima Prado, que esteve à frente da roda de conversa realizada com as mulheres do Distrito de Vila Aparecida, contou que os atendimentos da van do SER Família Mulher retomam o trabalho que a Setasc realizava anteriormente com o Ônibus Lilás. 

“É muito gratificante retornar com esses atendimentos e é mais significativo por ser em uma comunidade rural. Realizamos uma roda de conversa com elas, explicando os seis tipos de violências que são a física, a moral, a patrimonial, a psicológica, a sexual e a virtual, além dos seus direitos como mulheres. Fico muito feliz que muitas mulheres compareceram e tenho certeza que elas saem daqui mais empoderadas”, contou. 

Fátima ainda reforça que os atendimentos da van estão apenas começando e que passará por outras cidades e comunidades rurais de Mato Grosso.

“Queremos chegar em todos lugares possíveis, seja na zona urbana, rural ou terra indígena. O importante é não deixar nossas mulheres sem conhecer os seus direitos e desamparadas. Esta é a primeira viagem de atendimentos da van do SER Família Mulher e pode ter certeza que ela fará a diferença para muitas mulheres do nosso estado”, concluiu. 

De acordo com a defensora pública, Tânia Regina Matos, a Expedição SER Família Mulher – MT Por Elas com os atendimentos da van itinerante é de suma importância na prevenção e combate à violência contra as mulheres, principalmente para aquelas que vivem na zona rural.

“Ouvir as mulheres é um ato de amor e o que a Setasc está fazendo com o Programa SER Família Mulher, vai ampliar o entendimento dessas mulheres sobre o que é violência doméstica, porque muitas vezes elas entendem que a violência doméstica se resume a uma lesão física. Ainda mais com as mulheres do campo, que pela distância acabam sendo menos assistidas”, disse Tânia.

Ela ressalta que normalmente, a maior violência vivida pelas mulheres é a psicológica. 

“Ela sempre vai começar pela violência moral, pelo xingamento, pela agressão através da palavra e aí, essa violência vai ascendendo e ficando cada vez mais intensa. Vejo com muito bons olhos o SER Família Mulher com essa atividade de ouvir as mulheres, trazendo informações a elas e isso é muito importante. Com certeza, após a visita da van, a vida de muitas delas irá mudar”, afirmou a defensora pública. 

A Expedição SER Família Mulher - MT Por Elas foi realizada nos dias 28 e 29 de maio, em Cáceres. O objetivo da ação é fortalecer as políticas públicas e o combate à violência contra as mulheres nos municípios do Estado. 

A grande ação Expedição SER Família Mulher - MT Por Elas será realizada nas 15 regiões Integradas da Segurança Pública (RISP), tendo um município como sede em cada região, assim, percorrendo 15 municípios, com participação dos demais que integram a região.

As capacitações ofertadas para as equipes da rede socioassistencial, do município sede, durante a expedição, terão a participação das equipes socioassistenciais dos municípios que abrangem a RISP.

A Expedição conta com o apoio e parcerias das Prefeituras Municipais, Associação Mato-grossense dos Municípios, Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Polícia Militar (PM MT), Corpo de Bombeiros Militar Tribunal de Justiça de MT (TJMT), Ministério Público de MT (MPMT), Defensoria Pública do Estado, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT) e outras entidades.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet