Cuiabá, domingo, 21/07/2024
04:15:35
informe o texto

Notícias / Política

13/06/2024 às 13:03

CARTEIRADA NA UTI

Médico aciona Comissão de Ética por quebra de decoro de vereador após confusão na UTI

O médico afirma que Marcrean Santos teria invadido a UTI do Pronto-Socorro Municipal aos berros exigindo informações de uma paciente

Paulo Henrique Fanaia

Médico aciona Comissão de Ética por quebra de decoro de vereador após confusão na UTI

Foto: Reprodução

Um médico do Hospital Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá acionou a Comissão de Ética da Câmara de Vereadores com pedido de punição por quebra de decoro parlamentar contra o vereador Marcrean Santos (MDB) por conta de uma confusão ocorrida dentro do setor de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).
 
Lido em plenário na sessão ordinária desta quinta-feira (13), o documento protocolado pelo médico e servidor municipal Marcus Vinícius Ramos de Oliveira narra que na manhã de domingo (9), por volta das 10h, o vereador teria invadido a UTI do hospital acompanhado de seis pessoas. Aos berros, o vereador teria exigido ter acesso a informações de uma paciente.
 
O médico diz que explicou para Marcrean que as informações e visitas aos pacientes são fornecidas somente aos familiares e no período da tarde. Não satisfeito, Marcrean teria “dado carteirada” dizendo que era vereador e que tinha direito de ter acesso as informações. Pela narrativa do médico, o parlamentar ameaçou ligar para o secretário de Saúde Municipal, Deiver Alessandro para denunciar que o profissional da saúde estaria dormindo em horário de serviço.
 
Após toda a confusão, o médico formalizou uma Comunicação Interna no setor administrativo do hospital e registrou um boletim de ocorrência policial contra Marcrean.
 
Em ambos os documentos, Marcus Vinicius afirma que, ao invadir a UTI, Marcrean ainda mentiu o próprio nome e constrangeu pacientes e funcionários que estavam no local. Além disso, o parlamentar teria espalhado falsas acusações de que o médico estava dormindo em horário de serviço.
 
“Não restam dúvidas que o representado Marcrean Santos deve sofrer as sanções previstas no Código de Ética, para tanto, represento pela abertura de procedimento ético por quebra de decoro parlamentar”, diz trecho da representação.
 
Sem carteirada
 
Em coletiva de imprensa, o vereador negou que tenha “dado carteirada”. De acordo com sua versão da história, a pessoa internada era uma parente distante que mora no distrito de Mimoso. Ele foi procurado por pessoas próximas informando que a mulher estava internada no pronto-socorro há mais de 30 dias esperando uma cirurgia toráxica e que, devido a essa espera, a paciente teria contraído uma infecção hospitalar.
 
O vereador então resolveu ir até a unidade acompanhado de seis parentes da mulher e dois assessores. Chegando lá por volta das 9h, ele afirma que perguntou pelo médico e que funcionários do hospital disseram que ele estava dormindo. Indignado com a situação ele diz que foi até a sala do profissional e acordou Marcus Vinicius que o recebeiu com rispidez.
 
“Não entrei na UTI, eu fui buscar informações da paciente. Ele não me deu informações, falou que eu estava abusando de autoridade, que eu não tenho autoridade pra entrar na UTI e ele disse que ia chamar a polícia e chamou. A polícia chegou e disse que não tinha tempo pra perder. Ele estava dormindo por volta das 9h, eu tenho provas”, disse Marcrean.
 
O parlamentar disse que vai representar contra o médico no Conselho Regional de Medicina de Mao Grosso alegando omissão de representação e omissão de socorro, pois, segundo ele, a paciente chegou a ser operada na segunda-feira (10), mas veio a óbito um dia depois.
 
“Já fiz um pedido para o secretário Deiver pedindo cópia de todo o formulário, de todo o tratamento, de quem atendeu, que dia deu entrada, quem entubou, quem fez a cirurgia e que remédio tomou. Quero todos os materiais pra mandar pro Ministério Público averiguar porque ela estava boa e morreu de segunda pra terça-feira. Eu suspeito de negligência médica”, finaliza o vereador.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet