Cuiabá, sexta-feira, 12/07/2024
21:45:02
informe o texto

Notícias / Judiciário

22/06/2024 às 13:02

FEMINICÍDIO

Justiça determina transferência de Carlinhos Bezerra para PCE

A defesa de Carlinhos requereu sua liberdade para a realização de duas cirurgias não urgentes, no entanto, o MPMT optou por pedir a transferência do detento para outra penitenciária

Vanessa Araujo

Justiça determina transferência de Carlinhos Bezerra para PCE

Foto: Reprodução

A Justiça estadual determinou a transferência do feminicida Carlos Alberto Gomes Bezerra, conhecido como Carlinhos, para a Penitenciária Central do Estado (PCE). Ele estava na Penitenciária Ahmenon Lemos Dantas, em Várzea Grande. O pedido de transferido foi requerido pelo Ministério Público de Mato Grosso (MPMT). A informação foi confirmada pela defesa do réu. O processo corre em segredo de Justiça. 

Carlinhos é réu pelo assassinato de Thays Machado e Willian César Moreno. O pedido de transferência do detento foi requerido pelo promotor de Justiça Jaime Romaquelli e protocolada na última sexta-feira (14). 

A defesa de Carlinhos havia pedido que ele pudesse sair da penitenciária para a realização de exames pré-operatórios com escolta de agentes penitenciários.

Carlinhos deverá ser submetido a duas cirurgias não urgentes, sendo elas oftalmológica, consistente em facetomia com implante de lente intraocular em ambos os olhos, e cirurgia vascular nos membros inferiores.

Ocorre que, a Penitenciária Ahmenon está com déficit de médicos e estrutura para atendimento dos detentos. Com isso, o MPMT requereu a transferência de Carlinhos para um presídio com melhor infraestrutura para poder ser submetido aos procedimentos sem que seja colocado em prisão domiciliar. 

Conforme o advogado de Carlos Bezerra, Francisco Faiada, ele ainda não foi transferido, mas deve ser em breve. 

O caso

Thays Machado e Willian César Moreno foram assassinados em plena luz do dia em 18 de janeiro de 2023 no bairro Consil, em Cuiabá.

O autor dos disparos foi Carlos Alberto Gomes Bezerra. Em 2020, Thays já havia registrado B.O contra o Carlos por danos após arrombar a porta da casa dela, por não aceitar o fim do relacionamento.

No fim do ano passado, Carlinhos teve a prisão domiciliar concedida por problemas de saúde. Porém, em março deste ano, a prisão domiciliar foi revogada, após o detento sair de casa ao menos nove vezes sem autorização da Justiça, ele só poderia deixar a residência para ir ao médico. 

Carlinhos aguarda ser julgado pelo Tribunal do Júri pelo crime.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet