Cuiabá, sábado, 13/07/2024
10:36:42
informe o texto

Notícias / Política

09/07/2024 às 18:09

MESA DIRETORA

Barranco cita interferência do Executivo e cobra postura dos parlamentares com relação à Janaina

Deputado vai mais além e classifica a articulação como “reprovável e repugnante”

Da redação - Paulo Henrique Fanaia / Da reportagem local - Vanessa Araujo

Barranco cita interferência do Executivo e cobra postura dos parlamentares com relação à Janaina

Foto: AL / MT

A candidatura do deputado estadual Beto Dois a Um (União) para primeiro secretário da Assembleia Legislativa é uma forma de colocar o governador Mauro Mendes (União) no comando das despesas da Casa de Leis. Essa é a análise do deputado Valdir Barranco (PT) que ainda cobra postura dos colegas de parlamento.

“O governo vir com o nome do Beto, querer atropelar a Assembleia para que ele possa ter aqui dentro uma Mesa que se ajoelhe aos seus pés o tempo todo, isso aí é inadmissível. Nós, enquanto deputados, não podemos admitir isso, porque nós estaremos admitindo que, para os próximos dois anos, nós tenhamos aqui o governador Mauro Mendes sentado na primeira secretaria”, disse nesta quarta-feira (9).

Barranco vai mais além e classifica essa articulação como “reprovável e repugnante” e cobra postura dos colegas de Parlamento, no sentido de honrar com o compromisso firmado com a deputada Janaina no passado.

“Eu acho reprovável, repugnante que haja essa influência, essa tentativa de influência do governador Mauro Mendes aqui e espero que a maioria dos deputados pense como eu para que possamos firmar esse compromisso que anteriormente já estava resolvido da primeira secretaria”, afirmou Barranco.


Janaina é a mais cotada para o posto, uma vez que abriu mão de assumir o cargo por duas vezes em prol do coletiva. No entanto, Beto e Dilmar colocaram o seu nome no tabuleiro e buscam o apoio dos demais parlamentares.

“Ela já vem pleiteando desde o seu primeiro mandato. Ela já está no terceiro mandato. Nós temos um acordo que ela seria a primeira secretária e, depois, por um motivo ou outro, na composição, ela abriu mão. Já havia um consenso de que ela seria a primeira secretária e não é de hoje. O Beto acabou de chegar, ele tem que ter um pouco de paciência e esperar a sua vez”, finalizou. 
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet