Cuiabá, sábado, 13/07/2024
09:53:18
informe o texto

Notícias / Política

09/07/2024 às 18:32

PAUTA POLÊMICA

Classificando PL como ‘descabido’, Barranco pede vistas de projeto que quer proibir crianças de participar de eventos LGBTQIA+

Para justificar a proposta, Elizeu Nascimento afirma que a iniciativa tem o condão de proteger as crianças e adolescentes que, muitas vezes, são obrigados a participar dos eventos

Da redação - Paulo Henrique Fanaia / Da reportagem local - Vanessa Araújo

Classificando PL como ‘descabido’, Barranco pede vistas de projeto que quer proibir crianças de participar de eventos LGBTQIA+

Foto: AL / MT

Alegando inconstitucionalidade e classificando a proposta como “descabida” e “absurda”, o deputado estadual Valdir Barranco (PT) pediu vistas do Projeto de Lei que visa proibir a participação de crianças em eventos promovidos pela comunidade LGBTQIA+.

A matéria foi proposto pelo deputado Elizeu Nascimento (PL) e estava na pauta de votações da sessão ordinária desta terça-feira (9). “Ele [Elizeu] tá jogando pro público dele, pra bolha dele essa decisão descabida. A Assembleia Legislativa não tem nem competência pra um projeto como esse e tenho certeza que nem no Congresso Nacional, com os maiores absurdos que tem ocorrido lá, não tem uma iniciativa dessa. Eu não aposto que não seja aprovado, porque aqui aprovam coisas absurdas. Matérias que são absolutamente inconstitucionais, acabam tendo voto pela constitucionalidade e depois cai. E outras que são completamente constitucionais recebem o visto de inconstitucional. Mas ela é inconstitucional, então não cabe aqui na Assembleia discutir isso”, disse o petista.
 
De acordo com a proposta de Elizeu, fica proibida em todo o estado de Mato Grosso, a participação de crianças em paradas LGBTQIA+ e eventos similares realizados pela comunidade. Caso a criança de até12 anos de idade seja flagrada em um desses eventos, uma sanção poderá ser aplicada aos responsáveis.
 
Para justificar a proposta que vem sendo criticada por diversas camadas da sociedade, Elizeu afirma que a iniciativa tem o condão de proteger as crianças e adolescentes que, muitas vezes, são obrigados a participar dos eventos
 
“As Paradas do Orgulho Gay inicialmente cumpriram função importante quando eram realizadas com o intuito de expor a liberdade sexual de todos através da conscientização da população em geral dos problemas sofridos por esta comunidade, mostrando o orgulho dos seus estilos de vida. Contudo, observamos nos dias atuais a desvirtuação deste importante movimento social, no qual a vulgarização e a agressão às famílias tradicionais, religiões, aqueles de opiniões políticas diferentes e, principalmente, a erotização precoce de crianças e adolescentes são as bandeiras mais expostas”, diz trecho do projeto.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet