Cuiabá, sábado, 13/07/2024
08:48:47
informe o texto

Notícias / Judiciário

10/07/2024 às 09:11

VOTO MANTIDO

Antônio Joaquim afasta possibilidade de mudar voto sobre contas de Emanuel: 'Tenho convicção do que fiz'

Antonio Joaquim foi responsável pela análise do balanço que revelou uma dívida consolidada líquida de Cuiabá no valor de R$ 1,2 bilhão

Vanessa Araujo

Antônio Joaquim afasta possibilidade de mudar voto sobre contas de Emanuel: 'Tenho convicção do que fiz'

Foto: Tony Ribeiro/TCE-MT

O conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), Antônio Joaquim, descartou a possibilidade de vir a mudar o seu voto no que diz respeito as contas de gestão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), referente ao ano de 2022.

“Eu pessoalmente tenho convicção do que fiz, dificilmente vou mudar a minha posição, mas cabe agora o relator que recepcionou o recurso [analisar uma possível mudança]”, declarou o conselheiro na manhã desta terça-feira (9).

Antônio Joaquim foi o relator dos balancetes municipais, recomendou a sua reprovação e ainda apontou um rombo de aproximadamente R$ 1,2 bilhão nas contas do município. A maioria dos conselheiros da Corte seguiram o seu voto, com exceção de Valter Albano.

Antes de ser analisada pela Câmara de Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro ingressou com um recurso no Tribunal de Contas e requereu a revisão do parecer da Corte. O pedido foi acatado por Albano, justamente o único que se posicionou pela reprovação das contas do emedebista.


Agora, o prefeito tem um prazo para protocolar a defesa e enviar dados referentes às despesas da Saúde da Capital.  Após a análise de Albano, o parecer dele será submetido ao colegiado, composto de sete conselheiros que decidirão se mudam ou seguem com o parecer pela reprovação das contas. 

“Um conselheiro não tem autoridade de mudar uma decisão plenária. Tem que levar ao plenário e agora está findando o prazo de defesa e vai ao plenário para votação de forma definitiva. Da minha parte eu tenho convicção pelo que fiz, tenho a consciência tranquila de que fiz um voto correto, e tanto que cinco conselheiros acompanharam, ficou seis a um no resultado final”, concluiu Antônio Joaquim. 

 
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet