Cuiabá, sexta-feira, 14/05/2021
03:47:02
informe o texto

Notícias / Geral

22/10/2018 às 07:29

Agentes da Semob são capacitados para utilização de sistema da Serpro

Redação Leiagora

Agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) foram capacitados para a utilização do Radar, sistema de gestão de infrações de trânsito, que substituirá o modelo adotado pela Prefeitura de Cuiabá. O Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), atual responsável pelo monitoramento, dá lugar ao Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), maior  empresa pública de tecnologia da informação do país, trazendo agilidade e economia à gestão.

De acordo com o gestor de produto da Serpro, Leonardo Souza, o Radar já foi implantado em outras 12 cidades e vai facilitar os serviços prestados pelos setores de atendimento, jurídico, administrativo e financeiro. Para isso, os profissionais passaram por dois dias de treinamento, recebendo, suporte no uso do talonário eletrônico, aplicativo para smartphone utilizado na aplicação de multas. Acesso, autorização, segurança e cadastro também fazem parte dos temas abordados.

A partir deste mês, quando a alteração passa a valer, os servidores terão acesso direto às bases nacionais de dados, o que permite a consulta de informações sobre veículos e CNHs de todo o país. ?Se o condutor está passando pela cidade e comete uma infração, mesmo sendo de outro de Estado, ele poderá ser notificado. Isso porque, por meio do talonário eletrônico, será possível fazer a consulta dessas informações. O trabalho é facilitado pela quantidade de dados disponível?, diz.

A empresa também oferece vantagens no atendimento ao cidadão, uma vez que vários serviços podem ser acessados online, sem que se precise ir até o órgão ou emita uma segunda via. ?Todos podem acompanhar a parte jurídica do processo, tanto na parte de defesa prévia quanto recurso pelos próprios computadores ou celulares?, explica Souza.

O titular da Semob, Antenor Figueiredo, reforça que agora a Pasta passa a ter acesso aos bancos de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), que regulamenta grande parte das ações relacionadas a estes registros. Os dados, segundo ele, estão disponíveis nas três bases que pertencem ao Departamento: Renach, Renainf e Renavan.

O que muda na prática é que, serviços como bloqueio e desbloqueio, prestados pelo Detran e pagos pela Prefeitura, passam a ser executados diretamente pela administração. ?Quando fecharmos o ano, vai sair muito mais barato do que se estivéssemos usando o Detran, e vamos ter o controle das nossas multas. Além disso, a partir do momento em que outras cidades começarem a aderir, o valor diminui?, finaliza o secretário.

Direto de Cuiabá, Prefeitura/Assessoria

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet