Cuiabá, quarta-feira, 18/09/2019
11:36:27
informe o texto

Notícias / Cultura & Arte

11/01/2019 às 09:53

Grupo Penumbra apresenta teatro de sombras nesta sexta em Cuiabá

Maisa Martinelli

[caption id="attachment_49483" align="alignleft" width="240"] Foto: Divulgação[/caption]

O Grupo Penumbra apresenta o espetáculo A Vila de Pantolux nesta sexta-feira (11), no Cine Teatro Cuiabá, na capital mato-grossense. A peça é apresentada por meio de sombras - uma arte de contar histórias utilizando bonecos que criam efeitos ópticos - e terá a renda revertida para arrecadar fundos para o elenco realizar uma residência de teatro no Rio Grande do Sul.

O grupo foi formado no Projeto de Teatro de Formas Animadas 2018 do Sesc Pantanal, no qual Juliana Graziela atuou como artista residente, pesquisando sobre o Teatro de Sombra. Ao final do projeto, Juliana apresentou uma montagem cênica com os demais integrantes do grupo.

[caption id="attachment_49484" align="alignleft" width="300"] Foto: Divulgação[/caption]

O sucesso foi tão grande que o elenco continuou fazendo apresentações. "Apresentamos três vezes no Sesc Arsenal ano passado. Duas no encerramento do Projeto de Teatro de Formas Animadas de lá e uma na programação da Semana de Formas Animadas do Sesc Arsenal, que reúne apresentações de grupos locais e de fora", diz Juliana, que hoje é diretora e produtora do grupo.

[caption id="attachment_49485" align="alignleft" width="300"] Foto: Divulgação[/caption]

Agora os artistas apresentam o espetáculo  A Vila de Pantolux no Cine Teatro, que arrecadará fundos por meio das vendas dos ingressos para o elenco realizar uma residência de Teatro de Sombra com a Cia Lumbra, no Rio Grande do Sul, para que possam aprimorar seus conhecimentos.

A Vila de Pantolux acontece nesta sexta, às 20h, no Cine Teatro Cuiabá. Os ingressos custam R$10 (meia-entrada) e R$20 (inteira), e podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro, das 14h às 18h, ou uma hora antes do espetáculo. Para mais informações, basta ligar no número (65)99304-5542.

Confira a sinopse da peça A Vila de Pantolux:

Partindo da vontade de falar de ciência, em estudos de geração de eletricidade que abastece uma população, chegamos à figura de uma usina hidrelétrica, com isso achamos então o mote para nossa história, na qual acompanhamos uma vila do interior, que sente necessidade de cada vez mais consumir energia e até que ponto é possível? Uma mãe, um filho e um amigo que nos conduz nesse enredo.

Ficha Técnica

Elenco-Sombristas: Elton Martins, Jair Junior, Jone Sayd e Julio Rocha; Direção: Juliana Graziela; Dramaturgia: Grupo Penumbra; Sonoplastia: Jair Junior; Iluminação: Julio Rocha; Criação de figuras: Jone Sayd e Grupo Penumbra; Produção artística e executiva: Juliana Graziela.

Classificação: Livre

Direto da Redação, Maisa Martinelli

Enquete

Você está satisfeito (a) com a gestão do governador Mauro Mendes?

Você deve selecionar uma opção
+enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet