Cuiabá, quarta-feira, 22/05/2019
00:45:33
informe o texto

Notícias / Ciência, Saúde e Tecnologia

09/03/2019 às 07:00

Pular corda queima calorias de forma divertida

Redação Leiagora

A brincadeira de infância virou coisa bem séria, capaz de ajudar no emagrecimento. Pular corda é um dos melhores exercícios para quem quer eliminar peso e desenhar o corpo, pois ele trabalha vários grupos de músculos como abdômen, braços, pernas, ombros, glúteos, entre outros.

Ajuda também a melhorar a flexibilidade, agilidade, coordenação, postura, além de aumentar o metabolismo, facilitando assim na queima de calorias e de gordura corporal. É também um ótimo aquecimento para antes da musculação ou qualquer outro esporte.

Outra grande vantagem evidente é que se trata de uma atividade barata e que não requer muito espaço para ser praticada.

Pular corda é uma das melhores atividades aeróbicas para combater a gordura e queimar calorias, sendo mais eficaz até que andar de bicicleta ou nadar. Como ajuda a acelerar o metabolismo, os resultados na balança podem aparecer rapidamente. Para isso, o treino precisa ser regular - 20 minutos por sessão, três ou quatro vezes na semana.

Saúde cardiovascular

Outra grande vantagem de pular corda é aumentar a aptidão cardiovascular. Esse sistema é responsável em transportar oxigênio através do fluxo sanguíneo para o coração e o resto do corpo. Com o fortalecimento, acontece um ganho de capacidade para executar as tarefas diárias. Também se fica menos ofegante durante os exercícios.

O melhor treino de corda para melhorar este objetivo é a de baixa e moderada intensidade. Mas um alerta: ele não é indicado para pessoas que sofrem de algum problema relacionado ao coração.

E não para por aí. Um treinamento aeróbico intenso pode aumentar o tônus muscular, especialmente das regiões inferiores do corpo, como pernas, panturrilhas, coxas e glúteos. Para quem faz musculação ou qualquer tipo de esporte, o treino com a corda pode também ajudar a aumentar a resistência e o condicionamento físico.

Alerta

No início, o ideal é pular de um a dois minutos e descansar 30 segundos. Depois, vá aumentando o tempo dos saltos, reduzindo também o tempo de intervalo. A forma de pular corda também é muito importante. Nada de tentar movimentos que só veteranos conseguem fazer, como pular corda cruzado ou alternando as pernas.

Direto da Redação, Anderson Firmino/Estadão Conteúdo

Enquete

Qual sua situação sentimental atual?

Você deve selecionar uma opção
+enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet