Cuiabá, quinta-feira, 23/05/2019
21:08:53
informe o texto

Notícias / Leiagora nas ruas

11/03/2019 às 15:19

Valor de diárias e burocracia na Semob deixa condutores revoltados

Usuários reclamam da burocracia de retirar os veículos

Luana Valentim

Após algumas denúncias, o Portal Leiagora/LTV foi conferir no pátio da Secretaria de Mobilidade Urbana nesta segunda-feira (11), os veículos guinchados por infrações de trânsito e saber sobre a burocracia que os condutores enfrentam para regularizar a sua situação e poder retirar o seu veículo.


Os valores das diárias, por exemplo, são de R$ 75 para carros e R$ 49 para motos. O montante é considerado exorbitante se comparado a estacionamentos privados em que custam cerca de R$ 20 para carros. O preço, inclusive, é uma das maiores reclamações dos condutores.


É o caso de Silvio Batista que teve a sua moto recolhida na sexta-feira (08), por estar com a documentação atrasada e ter estacionado em local proibido. Ele reclamou da demora no atendimento.


Silvio informou que, diante disso, não conseguiu efetuar o pagamento na sexta, então está sendo cobrado quatro diárias dele, ou seja, R$ 196. Silvio considera que é um grave erro prender o patrimônio da pessoa.


O caso de Rafael Moraes é um pouco similar, ele teve o seu carro guinchado há 20 dias e relata que não recebeu a atenção suficiente para poder resolver o seu problema. O valor das diárias para o caminhoneiro ficou em R$ 1,5 mil mais o guincho.


Caso não consiga resolver essa situação ainda hoje, ele só poderá retornar o local daqui a 15 dias, pelo fato de ser caminhoneiro em São Paulo, onde o montante a ser pago passará a ser R$ 3,750 mil somente em diárias.


A reportagem procurou a Semob que, por meio de nota, informou que os pátios onde são deixados os veículos são de uma empresa terceirizada, a Rodando Legal.


Veja a nota na íntegra:


A respeito da remoção de veículos após constatação de irregularidades por agentes da Secretaria da Mobilidade Urbana (Semob), a Pasta informa que:


- Os automóveis são levados para dois pátios, mantidos pela empresa Rodando Legal, terceirizada pela Semob.


- Para que sejam retirados é necessário que os motoristas infratores paguem as taxas de remoção (R$ 140), estadia (R$ 150), e quaisquer outras penalidades que constem nos registros do veículo.


- A ação dos agentes é amparada pela Resolução Federal 623 e pelo Código Brasileiro de Trânsito.


- Os preços praticados pela empresa são compatíveis à média nacional e foram levados em consideração durante o processo licitatório que resultou em sua contratação.


- Na última semana houve aumento no número de motoristas infratores nos pátios. Isso decorre das ações realizadas ao longo do carnaval e dos dias de feriado, que causaram acúmulo de pedidos de retirada e emissão de boletos.

 

Vídeo Relacionado

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet