Cuiabá, domingo, 26/05/2019
01:05:11
informe o texto

Notícias / Política

15/03/2019 às 14:11

"Como será para fiscalizar, vão pedir para ver o celular dos motoristas?", questiona Abílio Júnior

vereador questiona lei relacionados aos aplicativos de transporte privado, a exemplo do Uber, 99 e outros

Iury Lupaudi

A polêmica com a aprovação da lei que regulamenta o serviço de motoristas de aplicativos em Cuiabá está longe de terminar.

O vereador Abílio Júnior questionou a prefeitura e a base do prefeito no legislativo de como será feita a fiscalização. "Vai criar uma blitz de Uber, e como vai saber se o motorista está em corrida de trabalho, os agentes vão ter o poder de pedir para ver o celular dos motoristas?", disse o vereador enfatizando estar preocupado também com possíveis casos de invasão de privacidade.

"Pensa numa ideia estúpida, pensa numa ideia estúpida", disparou Abílio.

Saiba mais: Vereadores de Cuiabá aprovam taxação do Uber, 99, Easy e outros

O projeto de lei prevê vistoria anual para veículos usados para o transporte por aplicativo, no valor de R$ 155,00 por ano, somados  o valor de imposto de cinco centavos por quilômetro rodado.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Carol 16/03/2019 às 00:00

    Se o governo arranjasse uma maneira de taxar ladrão, isso iria virar profissão.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet