Cuiabá, segunda-feira, 24/06/2019
07:15:40
informe o texto

Notícias / Política MT

17/03/2019 às 12:40

Projeto social desenvolvido por agentes penitenciários conta com apoio do deputado João Batista

Em sua 4ª edição, a iniciativa deve atender aproximadamente 240 integrantes, um público na faixa etária entre 8 e 17 anos.

Redação

Projeto social desenvolvido por agentes penitenciários conta com apoio do deputado João Batista

Foto: Assessoria

Contribuindo para retirar crianças e adolescentes de situações de risco e vulnerabilidade social, o deputado estadual João Batista (Pros), é um dos principais apoiadores do projeto Agente Mirim - AGEM, desenvolvido por agentes penitenciários e voluntários de Campo Novo do Parecis, município do médio-norte de Mato Grosso.

A proposta é levar noções de disciplina, respeito e atitudes cívicas por meio de palestras, ações sociais, oficinas, esportes, atividades musicais, acampamentos, treinamento físico mirim, instruções ministradas pela segurança pública, órgãos da justiça, conselho da criança e profissionais da saúde.

O Agente Penitenciário Fábio Aguiar, que é coordenador do projeto, explica que a ação social é um trabalho de voluntariado, realizado em conjunto com a comunidade e também requer comprometimento dos pais ou responsáveis pelas crianças. 

“O objetivo é conduzir os jovens para o caminho do bem, com um trabalho preventivo contra a criminalidade. Hoje o projeto Agem, é referencia estadual, com um desempenho exemplar e um resultado positivo na sociedade, o Agem tem a função de inclusão social atualmente conta com o total de 325 alunos e o melhor de tudo é que as famílias tem prazer em participar, eles não veem as atividades como uma obrigação, o que torna nosso trabalho bem mais gratificante”, destacou Fábio.

Como sindicalista João Batista, já trabalhou há quatro anos prestando toda assistência necessária, para manutenção do Agem, agora como deputado estadual, afirma que está em articulação com os demais parlamentares na Assembleia Legislativa, para fortalecer e expandir o projeto para todo o estado.
 
“Eu sou apaixonado pelo trabalho realizado entre os agentes penitenciários e essas crianças, preparando eles para resistir o mundo das drogas e na prevenção contra a criminalidade, a minha intenção como deputado, é fortalecer e dar continuidade no projeto não só em Campo Novo do Parecis, mas em todo Mato Grosso”, ponderou o parlamentar.

Priscila Gomes tem dois filhos que passaram pelas instruções do Agem, e conta que a filha mais velha, Luana Gomes, mora em Cuiabá, cursa direito e sonha ser delegada graças ao projeto Agente Mirim. “O Agem, mudou tudo na minha casa, eu tinha problemas com a rebeldia e a indisciplina dos meus filhos, graças ao projeto, hoje eles são muito melhores, como mãe e como professora, consigo ver a mudança não só dentro de casa, como também na sala de aula. Nós de Campo Novo somos apaixonados pelo projeto agente mirim” destacou Priscila emocionada, com a transformação familiar através do Agem.

O soldado Barros, integrante do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, relata que tem orgulho em participar do projeto e que a instituição está de portas abertas para receber toda e qualquer ação social como esta. “Para nós, é uma enorme satisfação participar do Agem, somos voluntários nesse projeto, temos acompanhado a evolução de cada um deles, através de palestras, orientações e o principal de tudo, sendo exemplo de vida para eles. A nossa recompensa é ouvir dos pais que os seus filhos estão melhores em casa e na escola, isso não tem preço”, frisou Barros.

De acordo com Fabio Aguiar, o apoio dos voluntários é fundamental para as atividades do projeto, que não tem fins lucrativos e sobrevive apenas com doações da sociedade. “A nossa maior dificuldade é a parte financeira, nosso ambiente já está pequeno para atender a população, nossa meta é que esse projeto cresça e que esteja implantado também na capital Cuiabá, mas para isso, precisamos de ajuda com recursos financeiros”, lamentou. 

Além dos servidores penitenciários, o projeto recebe apoio de outros profissionais, como médico e assistente social, que têm afinidade com a ação e dedicam gratuitamente seu tempo na atividade. “Eles colaboram desenvolvendo exercícios, ofertando material e auxiliando os agentes nas instruções aos alunos, os voluntários tem um importante papel nesse trabalho, sem eles nada disso seria possível”, concluiu Fábio.
 
Direto de Mato Grosso, assessoria

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Qual seu posicionamento em relação a Reforma da Previdência?

Você deve selecionar uma opção
+enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet