Cuiabá, terça-feira, 04/08/2020
13:33:26
informe o texto

Notícias / Polícia

22/03/2019 às 09:47

Quadrilha presa por morte de motorista de Uber possui grande ficha criminal

A organização criminosa é conhecida por atuar em roubos de veículos na grande Cuiabá

Luzia Araújo

Quadrilha presa por morte de motorista de Uber possui grande ficha criminal

A organização criminosa atua em roubos de veículos na Grande Cuiabá

Foto: PJC/MT

Quatro homens e uma mulher, que integram uma organização criminosa que foram presos nesta quinta-feira (21), suspeitos de uma tentativa de roubo, causando a morte do motorista de aplicativo, Anderson Marcelo Lopes Caldeira, 28 anos, possuem uma grande ficha criminal. 

O suspeito Jeferson Pereira de Jesus, conhecido como Pereira, possui quatro condenações criminais pela prática de roubo majorado, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, porte ilegal de artefato explosivo e organização criminosa. Ele que praticou a explosão do muro da Penitenciária Central do Estado (PCE), em 25 de abril de 2014. 

Leia mais: Cinco são presos suspeitos por morte de motorista da Uber em VG
Uber não resiste e morre após cirurgia para retirada de projéteis
Motorista de aplicativo é baleado na cabeça em Várzea Grande



O conduzido Wallyson Henrique Campos Oliveira ganhou liberdade há pouco tempo e foi orientado pelos companheiros de cela a procurar Jefferson e Renato Marcelo da Silva -  presos pelo crime de latrocínio -, os quais iriam fortalecê-lo do lado de fora, dando suporte na prática de roubos. 

Renato já foi preso por posse irregular de arma de fogo, receptação e corrupção de menor e afirmou integrar a organização criminosa há um ano e cinco meses.

Silvia Moreira Dutra, junto aos demais suspeitos, teria praticado o roubo em uma empresa de manutenção, de onde levaram várias máquinas e o veículo S10 do estabelecimento. 

Ela é sogra de Kewerson Barros de Figueiredo, que foi preso com parte dos produtos roubados dessa empresa. Imagens do local captaram o veículo Ford Fiesta de propriedade de Sílvia, parando em frente a empresa e os comparsas descendo do carro para executar o crime.

O grupo integra uma organização criminosa que atua em roubos de veículos na grande Cuiabá. Todos foram presos em flagrante, pela Polícia Judiciária Civil, em investigações do latrocínio de Anderson, ocorrido na quarta-feira (20), no lixão do bairro Serra Dourada, em Várzea Grande. 

Jeferson, Renato, e Wallyson foram indiciados por latrocínio consumado, integrar organização criminosa, roubo majorado pelo concurso de pessoas, emprego de arma de fogo, desobediência e resistência.

Ezequiel vai responder por roubo majorado e Silvia é apontada como integrante da organização e está sendo apurada sua participação no latrocínio.
Com informações da Assessoria PJC/MT

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet