Cuiabá, terça-feira, 17/09/2019
09:10:21
informe o texto

Notícias / Cidades

22/03/2019 às 10:59

ARRAIAL DO CUYABÁ

Bárbara Fontes

ARRAIAL DO CUYABÁ

Foto: cuiabanidade1.wordpress.com

A descoberta aurífera trouxe duas consequências imediatas: a chegada de grande contingente às terras recém-povoadas e a necessidade da Sua Real Majestade e seus governos tomarem posse do local oficialmente porque todos ali sabiam que o território era pertencente à Coroa Espanhola, porém, como até então não havia sido revindicada. E depois de um acordo entre os descobridores do ouro, foi delegado que o bandeirante Gabriel Antunes iria para São Paulo dar notícia das lavras auríferas e levar amostras dos descobertos para as autoridades e trazer ordens necessárias (aprovadas pela Sua Majestade, que vivia em Portugal) para o andamento da região que já possuíam muitos ranchos e centenas de pessoas.

Enquanto isso, os que ficaram providenciaram uma certidão para legitimação da terra ocupada: a Ata de Fundação do “arraial do Cuyabá”. Lavrada em 19 de abril de 1719, por Manoel dos Santos Coimbra, escrivão do arraial, e assinada pelo capitão-mor Paschoal Moreira Cabral e mais 21 homens, os primeiros povoadores da futura Cuiabá. Cabral, enquanto aguardava a volta de Gabriel Nunes com as ordens de comando, ocupou o cargo de regente-mor do arraial. Sua função era guardar todos os ribeiros de ouro, sovacar, examinar, fazer composições com os mineiros e botar bandeiras, tanto aurinas como aos inimigos bárbaros (Annais do Sennado da Camara do Cuyaba. Arquivo Público de Mato Grosso, p.47).
 
FORQUILHA OU SÃO GONÇALO VELHO: ONDE O ARRAIAL DE CUIABÁ FOI FUNDADO?
 
Segundo o escritor Paulo Pitaluga em seu livro Erros e Mitos na História de Mato Grosso, antes de sua fundação, Cuiabá teve três arraiais pioneiros: São Gonçalo, Forquilha e Lavras do Sutil que formaram o complexo histórico-urbano da Vila Real de Bom Jesus de Cuiabá. Seguindo registros do primeiro cronista de Cuiabá, José Barbosa de Sá, a Ata de Fundação de Cuiabá, de 8 de abril de 1719 foi lavrada no local denominado São Gonçalo Velho, às margens do Coxipó.  É um engano histórico apontar o arraial da Forquilha como local de fundação.
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Você está satisfeito (a) com a gestão do governador Mauro Mendes?

Você deve selecionar uma opção
+enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet