Cuiabá, domingo, 19/05/2019
22:35:46
informe o texto

Notícias / Política MT

03/04/2019 às 20:37

Vereadores são expulsos de dentro de hospital durante fiscalização

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde explicou o ocorrido

Josiane Dalmagro

Na noite desta quarta-feira (03), os vereadores de Cuiabá, Abilio Brunini, Felipe Wellaton, Diego Guimarães, Marcelo Bussiki e Dilemário Alencar foram convidados a se retirar de dentro do Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá, pelo  Secretário Municipal de Ordem Pública, Leovaldo Salles.

Os vereadores estavam em visita ao local para fiscalizar a situação, após os meios de comunicação terem noticiado que a unidade hospitalar estava sem insumos básicos hospitalares.

Saiba Mais:Médicos denunciam falta de insumos e pedem transferência de pacientes do PS de Cuiabá

“O Secretário criou tumulto na UTI e em gritos nos expulsou, quando da fiscalização, onde o diretor do Hospital estava acompanhando. Fomos fiscalizar uma matéria que circulou na imprensa sobre a falta de luvas”, disse o vereador Abílio Júnior.

O parlamentar pontuou a situação como desrespeitosa e explicou que a fiscalização terminou naquele momento.

“Estávamos com o acompanhamento do Diretor do Pronto-Socorro, Sr. Douglas, que aguardamos por 40 minutos, e mesmo com a presença dele fomos expulsos”, relata Abílio.

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde declarou que, devido ao hospital ter várias regras para preservar o estado de saúde dos pacientes, foi necessário pedir a retirada dos parlamentares do local.

Veja a nota na íntegra:

Em relação à questão da “vistoria” que alguns vereadores decidiram fazer no Pronto-Socorro na noite desta quarta-feira (03), a Secretaria Municipal de Saúde informa:

- O Pronto-Socorro é um hospital e como tal tem uma série de regras, como por exemplo horário de visitação, questão de controle de infecções, além de respeito à privacidade dos pacientes, que estão internados por estarem doentes;

-Apesar dos vereadores serem autoridades eleitas pela população, eles também são cidadãos como todos os outros e sendo assim precisam respeitar as regras do hospital

-A Secretaria Municipal de Saúde, tão logo recebeu a comunicação do Pronto-Socorro sobre a falta de insumos começou a tomar as providências para atender a solicitação da unidade. O problema foi solucionado ainda nesta quarta-feira.

- A falta de insumos ocorreu devido à grande quantidade de pacientes que o Pronto-Socorro recebeu com o fechamento da Santa Casa (que os atendia com leitos de retaguarda), pois atrapalhou o planejamento do hospital, que também absorve toda a demanda do interior, que representa 60% de todos os pacientes que estão no Pronto-Socorro.



 

Vídeo Relacionado

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Célia Regina 04/04/2019 às 00:00

    Deveriam ser expulsos pelos usuários, pois enquanto falta o básico eles aprovaram mais de 200 mil em gastos com salgados para o lanchinho deles

  • Etevaldo Alves Guirra 03/04/2019 às 00:00

    Parabéns aos jovens Vereadores que não se intimidam com o turbulento secretário, a população está do lado de vocês com toda certeza.

Enquete

Qual sua situação sentimental atual?

Você deve selecionar uma opção
+enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet