Cuiabá, domingo, 21/04/2019
06:59:01
informe o texto

Notícias / Mundo

12/04/2019 às 15:07

Multinacional decide libertar cães usados em testes de agrotóxicos exigidos pela Anvisa

Segundo a Humane Society International, os animais que sobrevivessem às experiências seriam sacrificados em julho

Leiagora

Multinacional decide libertar cães usados em testes de agrotóxicos exigidos pela Anvisa

Foto: Reprodução

Após a divulgação de um vídeo da organização Humane Society International (HSI) revelar que a Dow AgroSciences, que atua no Brasil, estava financiando testes de agrotóxicos com dezenas de cães nos laboratórios Charles River em Michigan, nos Estados Unidos, a multinacional decidiu libertar os beagles usados como cobaias.

A filmagem baseada nas investigações da HSI mostra que durante 100 dias os animais foram submetidos a 20 experimentos laboratoriais de curto e longo prazo. Em um dos testes encomendados pela Dow AgroSciences, 36 beagles foram alimentados à força com altas doses de fungicidas. Segundo o investigador da organização, os animais que sobrevivessem às experiências seriam sacrificados em julho.

Porém, com a repercussão da denúncia, agora os animais serão encaminhados para a Humane Society Michigan, que vai encontrar lares adequados para cada um dos sobreviventes.

No entanto, é importante destacar que para conseguir a libertação dos beagles a organização teve de dialogar com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), vinculada ao Ministério da Saúde do Brasil, que foi quem exigiu a realização dos testes para a regulamentação dos novos agrotóxicos da Dow AgroSciences no país.

Em testes com animais, a escolha dos beagles é justificada pelo seu comportamento dócil, pela facilidade em confiar nas pessoas. Vale lembrar também que a AgroSciences já havia dado uma declaração qualificando esse tipo de teste como cientificamente desnecessário.

“O governo dos Estados Unidos eliminou esse teste há mais de 10 anos e quase todos os países do mundo seguiram o exemplo, inclusive a Dow”, informa a Humane Society, acrescentando que muitos outros laboratórios ainda realizam experiências com animais desconhecidas pela maioria da população.

A estimativa é de que apenas nos Estados Unidos mais de 60 mil cães sejam submetidos aos mais diferentes testes em centenas de laboratórios a cada ano: “Todos os dias esses cães engaiolados estão sendo envenenados e se aproximam cada vez mais de serem mortos”, lamenta a HSI.

 
Direto da Redação, Vegazeta

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet