Cuiabá, quinta-feira, 27/06/2019
01:08:46
informe o texto

Notícias / Cuiabá

13/04/2019 às 11:21

Ribeirinhos estão inundados e temem rompimento de barragem; veja vídeo

A Defesa Civil do Estado de Mato Grosso foi acionada pelo prefeito do município

Fernanda Leite

Ribeirinhos estão inundados e temem rompimento de barragem; veja vídeo

Foto: Reprodução vídeo

O excesso de chuvas dos últimos dias provocou a elevação do nível de água no reservatório da Pequena central hidrelétrica José Fernandes, instalada no rio São Lourenço, no município de Juscimeira (163 km distante de Cuiabá) e atingiu diversas casas de ribeirinhos que residem nas proximidades da PCH, que ficaram alagadas. 

Os ribeirinhos da comunidade Nossa Senhora de Fátima temem o rompimento da barragem devido à força das águas. A Defesa Civil do Estado de Mato Grosso foi acionada pelo prefeito do município, Moises  Santos (PSB). Eles  estão realizando uma vistoria no local neste sábado (13). 

"Há dois anos não ocorre algo similar a esta situação. Vamos in loco na PCH e na comunidade ribeirinha para averiguar o motivo e ficar em alerta", disse o prefeito,  ressaltando que a ação é uma precaução, já que a barragem se encontra em nível elevado de risco.

O deputado federal Valtenir Pereira (MDB) que foi avisado sobre a situação e avalia que a PCH pode ter cometido erros ao manter a comporta no tratamento natural. Devido a isso,  represou a água.  "A PCH  deveria ter soltado a água aos poucos. Existem mecanismos para saber se irá chover muito nos próximos dias, então, a empresa pode prevenir qualquer situação futura. E agora, quem está com o prejuízo são os pequenos produtores e ribeirinhos que vivem na beira do rio São Lourenço. A PCH precisa ter mais responsabilidade de equilibrar a abertura das comportas", avaliou o parlamentar. 

Na semana que vem, Valtenir disse que irá procurar a Agência Nacional de Águas (ANA) e a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e saber sobre o processo de fiscalizações das PCHs em Mato Grosso. 

"Estão ocorrendo fiscalizações? Que medidas são tomadas nesse período chuvoso para evitar que outras pessoas sofram com possíveis catástrofes que podem ser evitadas se houver uma rígida fiscalização", concluiu. 

Vídeo Relacionado

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Otília Nunes 13/04/2019 às 00:00

    Meu DEUS tem de misericórdia deste lugar e desse povo. Amo esse lugar foi aí que passei a minha infância. Estudei nessa escola. Misericórdia misericórdia

  • Cida 13/04/2019 às 00:00

    Muito triste conheço essa cidade é algumas pessoas dai tomara que seja resolvido o problema o quanto antes

  • lucua ferraz 13/04/2019 às 00:00

    o que a pessoas responsáveis pelo munícipio estão esperando para retirar essas famílias e levar para um lucal mais seguros , acorda gestão atual essas chuvas estão cada dia mais fortes

  • Nilton menezes 13/04/2019 às 00:00

    Que falta de respeito com esses moradores eles so pensao em ganhar dinheiro o resto e resto pelo amor de Deus avise quando isto for acontecer.

Enquete

Qual seu posicionamento em relação a Reforma da Previdência?

Você deve selecionar uma opção
+enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet