Cuiabá, sábado, 11/07/2020
23:25:31
informe o texto

Notícias / Política

30/04/2019 às 10:55

Mendes extingue Ceasa, afirmando que tornará o Estado mais eficiente

Mendes destacou o compromisso de tornar o Estado mais eficiente com a extinção de órgãos e entidades

Luana Valentim

Mendes extingue Ceasa, afirmando que tornará o Estado mais eficiente

Foto: Reprodução da internet

Conforme prometido ainda em campanha, o governador Mauro Mendes (DEM) extinguiu a Central de Abastecimento do Estado de Mato Grosso. A informação consta no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (30).
 
Mendes destacou o compromisso de tornar o Estado mais eficiente com a extinção de órgãos e entidades da administração direta e indireta, com atuação apenas nas áreas essenciais à atividade pública.

Saiba Mais: Mendes avalia extinguir mais empresas públicas
 
A Secretaria de Estado de Agricultura Familiar passará a exercer as funções da Ceasa, sob responsabilidade de Nivaldo de Almeida Carvalho Junior, que ganhará o mesmo salário do presidente da empresa extinta.
 
Carvalho irá nomear os membros do Conselho Fiscal de Liquidação, que funcionará durante a liquidação, composto por um representante titular e respectivo suplente da Seaf, Secretaria de Estado de Fazenda e Procuradoria-Geral do Estado, caso a vaga não seja destinada a representante de outra categoria de acionista.
 
Ele deverá apresentar o plano de trabalho da liquidação à Seaf no prazo de 15 dias, contado da data de sua nomeação.
 
No decreto, ainda ficou convocada uma assembleia geral no prazo de 30 dias, contado a partir de sua publicação.
 
Por ser imprescindível como fase antecedente à extinção da empresa estatal, o prazo de liquidação estabelecido será prorrogado sempre que Carvalho verificar a necessidade.
 
As despesas decorrentes do processo de liquidação correrão à conta da empresa, incluída a despesa referente à publicação do edital de convocação da assembleia geral.
 
A assembleia geral de acionistas da empresa será realizada semestralmente para a prestação de contas.
 
Conforme o decreto, o processo de liquidação não poderá ultrapassar o prazo de seis meses.
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet