Cuiabá, quarta-feira, 19/06/2019
15:43:29
informe o texto

Notícias / Arte & Cultura

09/05/2019 às 10:53

Publicitária relata sua cura por meio do yoga dance

Ana Galleti conta sua trajetória com o yoga e como a prática mudou sua vida e sua profissão

Josiane Dalmagro

Publicitária relata sua cura por meio do yoga dance

Foto: Sandra Pinheiro

A procura por autoconhecimento tem crescido exponencialmente no Brasil, e Mato Grosso está acompanhando essa tendência pela busca do eu, da espiritualidade, das terapias integrativas e holísticas, como o yoga e uma ramificação da prática, o yoga dance.

Co-criada nacionalmente pela professora Fernanda Cunha, uma yoguini apaixonada por yoga e dança, essa modalidade une a  consciência do yoga que te traz a presença de estar no agora, em seu corpo e a consciência da liberdade da dança, da fluidez e criatividade dos movimentos.

Em Cuiabá a modalidade tem sido disseminada pela publicitária, Ana Galleti de Barros, que abandonou a profissão para se tornar professora de yoga e yoga dance. Ela realiza a prática, entre outros espaços, no Parque Mãe Bonifácia, em um projeto realizado nos finais de semana, de forma voluntária e gratuita.

“Um dos pilares importantes do yoga dance é a música, seja essa música africana, xamânica, eletrônica, indiana, ou outras. As músicas são escolhidas minuciosamente. Elas são o fio condutor da prática, pois através delas os alunos acessam essas sensações no corpo e entram nessa jornada individual que a prática traz”, diz a professora.

Ela dá o exemplo de que, onde se dança as energias dos nossos sete principais chakras, a música é a vibração que vai ressoar em cada chakras e praticamente vai acessando de dentro para fora o que os movimentos são capazes.

“A sua dança é única. Não tem certo ou errado. Os movimentos vão acontecendo naturalmente de acordo com o que a pessoa se permite acessar. O professor é um canal, mas a mágica só acontece através da entrega do aluno”, salienta Galleti.

Ana explica ainda que a aula é profunda e terapêutica, “que te traz autoconhecimento e grandes possibilidades de limpezas de couraças que vamos adquirindo durante a vida, couraças essas que nos impedem de ser quem somos”.

A prática ajuda com que a pessoa vá desbloqueando essas amarras no corpo e com isso vá abrindo espaços para a energia vital fluir mais livremente e, consequentemente, há acesso à leveza, alegria, poder pessoal e bem-estar.

Um reencontro consigo

Depois de 14 anos de bulimia nervosa , Ana Galleti conseguiu se curar por meio da prática de yoga e, por isso, afirma que mais que um prazer, o yoga é seu propósito de vida ao qual pretende levar para outros, para que assim, quiçá, possam passar por boas transformações também.

“Essa é a minha verdade sendo exposta para aqueles que se sentirem atraídos pela minha energia. Yoga dance é para todos! Homem, mulher, não importa, não exige nada, apenas vontade.”

Ana Galleti conta que sua caminhada no yoga como professora começou com a formação em Hatha yoga clássico, mas algo dentro dela queria mais movimento, o que difere um pouco do yoga tradicional.

“Algo dentro de mim queria se expressar, ir para fora. Sem regras, sair do quadrado, e como diz o famoso ditado: ‘o que você procura, também está procurando por você’, eu encontrei o yoga dance. Daí tudo começou a fazer sentido. Ganhei liberdade e muito movimento e fluidez em todas as áreas da minha vida” revela Ana.
Ela explica que honra complementa o yoga clássico, mas que ressignificou seu trabalho com yoga por meio da modalidade dance e hatha vinyasa, que são posturas fluidas com a respiração.

“Hoje em dia estamos inseridos em tantos quadrados, tantas regras, que esquecemos de como é ser livre. Dando aulas de yoga clássico e yoga dance, posso ver como é mais fácil para as pessoas ficarem paradas nas posturas do que abrir os braços e dançar livremente. O livre se tornou algo difícil. As pessoas precisam de comandos e estão rígidas, engessadas nesse inconsciente coletivo que quer te colocar em um espaço ‘normal’ de ser. E é aí que entra a magia do yoga dance. A prática de colocar em um lugar de poder a sua dança, que é única, tal como você, expressando toda a sua beleza”, pontua.

Galleti lembra que antes de aprendermos a andar, nós dançamos, fazendo uma alusão aos bebês e seus movimentos. “A dança faz parte da nossa essência mais genuína e dançar com presença e propósito se torna algo sagrado. Nosso corpo é 80% água e água é condutora de energia. A música vibra na água. Estando presente em nossa dança, o passado e o futuro vão desaparecer, o que nos coloca em estados de Dharana (concentração em apenas um foco), anterior ao estado meditativo.”

De acordo com ela, no final da prática os alunos entram mais facilmente em estados meditativos, pois o corpo e mente entraram em catarses através da dança e o acesso à meditação se torna mais fácil.

Nesta sexta-feira haverá um aulão de yoga dance com a professora Ana Galleti, às 19h, no Espaço Yoga Soul Cuiabá, que fica na Rua General Luiz Pereira, bairro Duque de Caxias e está rolando sorteio de três vagas pelo Instagram.

Para mais informações e agendamentos de aulas, @anagalletti_yogaintegrada, no Instagram ou pelo 65 8140-3221. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet