Cuiabá, sexta-feira, 19/07/2019
17:35:38
informe o texto

Notícias / Política MT

13/05/2019 às 17:34

Fiscais da prefeitura criticam vereador; ‘tentou obrigar fiscal a entrar em seu carro'

O vereador questiona as declarações e pede o alvará de liberação para realização da obra.

Fernanda Leite

Fiscais da prefeitura criticam vereador; ‘tentou obrigar fiscal a entrar em seu carro'

Foto: Abílio Jr.

O Sindicato dos Agentes de Fiscalização do Município de Cuiabá (Sindasfimc), que representa os agentes de regulação e fiscalização da Capital, emitiu uma nota de repúdio contra o vereador Abilio Jr. (PSC) que acusou os servidores de se recusarem a apurar uma suposta denúncia sobre uma obra irregular na residência do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB).

A nota assinada pelo presidente do Sindasfimc, Paulo Henrique de Figueiredo, aponta que “o vereador preferiu o sensacionalismo a verdade dos fatos, não buscou se informar, previamente, que a residência mencionada em sua fala já havia sido vistoriada, frise-se em uma das inúmeras vistorias de rotina realizadas diariamente em toda Capital, antes mesmo de sua denúncia. E mais, em 24(vinte e quatro) horas após o protocolo de sua “denúncia”, a área foi novamente vistoriada”, alegou.

A classe acusa o vereador de cometer assédio. “O nobre vereador, em verdade, tentou assediar os servidores a entrarem em seu veículo particular para cumprimento do seu dever. E, em função de sua negativa, orientou fala absurda contra os servidores. Tal episódio revela o despreparo do representante do povo que acabou, lamentavelmente, ferindo a honra, o decoro e a imagem de servidores públicos exemplares; maculando, por via de consequência, todos os servidores municipais”, disse.
 
Outro lado

O vereador Abílio Jr, apontou que o presidente do Sindicato dos Agentes seria irmão do secretário de ​Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo. Além disso, Paulo Henrique é  suplente de vereador da base do prefeito. O vereador questiona as declarações e pede o alvará de liberação para realização da obra.

“Só não falou que foi lá e olhou se a obra tinha ou não Alvará. Eai fiscais, tem alvará? Não compactuam com a verdade?”, rebateu.

(Documento que mostra a denúncia do vereador protocolada na Secretaria de Ordem Pública).



Nota de esclarecimento


O SINDICATO DOS AGENTES DE FISCALIZAÇÃO DO MUNICIPIO DE CUIABÁ- SINDASFIMC, vem a público prestar esclarecimento sobre a manifestação infundada, ilegal e imoral lançada pelo Vereador ABILIO JACQUES BRUNINI MOUMER, no dia 09/05/2019, de que agentes de regulação e fiscalização da Capital teriam se recusado a apurar denúncia sobre suposta obra irregular na residência do Prefeito Municipal de Cuiabá:

População Cuiabana, infelizmente o nobre Vereador, que preferiu o sensacionalismo à verdade dos fatos, não buscou se informar, previamente, que a residência mencionada em sua fala já havia sido vistoriada, frise-se em uma das inúmeras vistorias de rotina realizadas diariamente em toda Capital, antes mesmo de sua denúncia. E mais, em 24(vinte e quatro) horas após o protocolo de sua “denúncia”, a área foi novamente vistoriada.

Portanto, os atos de fiscalização foram e sempre serão realizados, independente de quem seja o contribuinte, cumprindo a Lei à risca.

O nobre Vereador, em verdade, tentou assediar os servidores a entrarem em seu veículo particular para cumprimento do seu dever. E, em função de sua negativa, orientou fala absurda contra os servidores.
Tal episódio revela o despreparo do representante do povo que acabou, lamentavelmente, ferindo a honra, o decoro e a imagem de servidores públicos exemplares; maculando, por via de consequência, todos os servidores municipais.

No Município de Cuiabá há leis, regras, princípios e veículos para o desempenho dos atos de fiscalização. Cuiabá não é casa abandonada. É elementar o respeito as instituições e o trato dos seus obreiros com urbanidade. Ninguém está acima da Lei. O exemplo e boa educação são valores mínimos, que todos devemos externar, mormente quem representa o povo.
 
Registro, por fim, que a hipótese suscitou atitude enérgica do Sindicato, por não compactuar com qualquer espécie de ataque infundado, ilegal e imoral aos servidores da categoria.
Referida Nota será submetida a veiculação na imprensa e, ainda, a Câmara Municipal de Cuiabá para apuração.
 
Atenciosamente,
 
Cuiabá/MT, 13 de maio de 2019.
 
Sindicato dos Agentes de Fiscalização do Município de Cuiabá- SINDASFIMC,
 
representado por seu Presidente Paulo Henrique de Figueiredo

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Qual seu posicionamento em relação a Reforma da Previdência?

Você deve selecionar uma opção
+enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet