Cuiabá, quarta-feira, 22/05/2019
13:19:48
informe o texto

Notícias / Rondonópolis

14/05/2019 às 09:47

Em 2019, 38 crianças e adolescentes vítimas de violência sexual são atendidas na rede socioassistencial; seis estão em medida protetiva

Leiagora

Em 2019, 38 crianças e adolescentes vítimas de violência sexual são atendidas na rede socioassistencial; seis estão em medida protetiva

Foto: Divulgação

No próximo sábado 18 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Com a data, se busca intensificar a prevenção, levando informações a toda a população na intenção de coibir estes crimes que atingem um grande número de crianças e adolescentes em todo o país e que precisam do envolvimento de toda uma rede estruturada na recuperação psicossocial das vítimas e famílias.

Somente em Rondonópolis, em 2019, o Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), está atendendo 38 crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual e suas famílias. Destas, 47% têm entre sete e 12 anos e 21% são do sexo masculino, sendo a maioria do sexo feminino.

No Creas, as vítimas contam com apoio de assistentes sociais, psicólogas e pedagogas, que realizam atendimentos individuais com vítimas e familiares e oficinas em grupo que buscam trabalhar o enfrentamento do problema vivido. Dependendo do grau de dificuldade do enfrentamento da situação da vítima, o Creas também pode encaminhá-la para instituições parceiras como a Unic, UFMT e Centro de Reabilitação Nilmo Junior, para que contem com atendimento ainda mais especializado.

O sistema de atendimento socioassistencial conta ainda com o abrigamento, que em 2019 está com seis crianças e adolescentes, cinco vítimas de abuso sexual e uma de exploração sexual. Para o abrigamento, são destinadas as crianças e os adolescentes que precisam ser afastados do lar como medida protetiva contra o agressor. Essas vítimas, ficam no abrigamento até poderem ser reintegradas à família ou colocadas em família externa.

A gerente do Departamento de Proteção Social Especial, Fabiana Rizati Perez, explica que o atendimento no Creas começa depois que o abuso ou a exploração sexual foram confirmados. Ela explica que nem sempre a violência sexual contra crianças e adolescentes é comprovada por um exame físico. Há casos em que a confirmação á feita por meio de depoimento e investigações. “Há formas diferentes da violência sexual, que nem sempre envolve a penetração e que por isso, pode não deixar marcas físicas na criança e no adolescente”, ressalta.

No caso da exploração sexual, por exemplo, ela se caracteriza na utilização de crianças e adolescentes para a prática de ato sexual, por meio da relação de atividade econômica para fins de lucro ou troca, envolvendo dinheiro, presente ou alimentos. Ocorre nas formas de pornografia, tráfico, turismo e exploração/prostituição sexual.

Sobre o abuso sexual, Fabiana destaca que em 90% dos casos o abusador é uma pessoa bastante próxima da criança e do adolescente, podendo ser um membro da família ou um conhecido próximo.

Todos podem contribuir e a denúncia é muito importante, assim como a prevenção. Portanto, quem souber de algum caso pode procurar o Conselho Tutelar, a Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente, a Polícia Militar, ligando no 190, ou ainda pode ligar no disque denúncia nacional – Disque 100.

Mobilização

No sábado (18), Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, acontece concentração na Praça Brasil a partir das 8h, seguida de uma caminhada pelas principais ruas do centro, que é organizada pela Prefeitura de Rondonópolis, a Vara da Infância e da Juventude, os Conselhos Tutelares, da Criança e do Adolescente, e da Mulher, a Pastoral da Mulher Marginalizada, a Polícia Militar e o Ministério Público do Estado (MPE), entre outros. 
Direto de Rondonópolis, Danielly Tonin, Assessoria 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Qual sua situação sentimental atual?

Você deve selecionar uma opção
+enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet