Cuiabá, terça-feira, 17/09/2019
12:27:50
informe o texto

Notícias / Política Nacional

20/05/2019 às 15:02

O grande problema do Brasil é a classe política, diz Bolsonaro

"O Brasil é um país maravilhoso, que tem tudo para dar certo.''

Leiagora

O grande problema do Brasil é a classe política, diz Bolsonaro

Foto: Terra

Às vésperas de manifestação de seus apoiadores pela aprovação de medidas no Congresso, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (20) que "o grande problema do Brasil é a classe política".

Em discurso na Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro), ele repetiu conceitos da carta que divulgou na sexta (17), acusando "corporações" de boicotar seu governo.

"O Brasil é um país maravilhoso, que tem tudo para dar certo. Mas o grande problema é a nossa classe política", disse ele, pedindo apoio do governador e do prefeito do Rio, Wilson Witzel (PSC) e Marcelo Crivell (PRB). "Nós temos que mudar isso ", completou.

Na sexta, Bolsonaro havia compartilhado texto que dizia que o Brasil é "ingovernável", já que o Congresso está a serviço de corporações que se opõem a mudanças.

"Cada vez que eu toco o dedo numa ferida, um exército de pessoas influentes vira contra mim", afirmou, conclamando os presentes a pressionar seus parlamentares a votar propostas to governo. "Nós temos uma oportunidade ímpar de mudar o Brasil. Mas não vou ser eu sozinho -apesar de meu nome ser Messias- que vou conseguir."

O texto compartilhado pelo presidente vem sendo usado para incentivar a convocação de apoiadores para manifestações no próximo domingo (26).

Os protestos pedem a aprovação de decretos do governo, como a da reestruturação do Executivo, e da reforma da Previdência.

Em seu discurso, Bolsonaro afirmou que não há crise entre poderes e voltou a criticar a imprensa. "O que há é uma grande fofoca. E parece que lamentavelmente, grande parte da nossa mídia se preocupa mais com isso do que com a realidade e o futuro do Brasil", disse.

Ele criticou, porém, o ritmo das votações no Congresso, dizendo que a convocação das manifestações de domingo foi mais ágil. "O que mais quero é conversar [com o Congresso]. Mas eu sei que tem gente que não quer apenas conversar", continuou, sem especificar quem seriam e quais os interesses desses últimos.

Bolsonaro recebeu a Medalha do Mérito Industrial concedida pela Firjan --segundo o presidente da federação, Eduardo Eugenio Gouvea Vieira, por ter editado a MP da liberdade econômica, com medidas para desburocratizar os investimentos.

Em entrevista após a cerimônia, o porta voz da presidência, Otávio do Rego Barros, disse que Bolsonaro ainda não decidiu se participará de manifestações no domingo.

 
Direto do Rio de Janeiro, Nicola Pamplona / Folhapress

 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Você está satisfeito (a) com a gestão do governador Mauro Mendes?

Você deve selecionar uma opção
+enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet