Cuiabá, domingo, 16/06/2019
17:42:52
informe o texto

Notícias / Polícia

22/05/2019 às 15:07

Réu confesso por matar ex-namorada vai a júri nesta quinta em Cuiabá

O crime ocorreu em maio de 2017, no bairro Serra Dourada, em Cuiabá. A vítima foi espancada, asfixiada, além de sofrer traumatismo crânioencefálico, que a levou a óbito.

Maisa Martinelli

Réu confesso por matar ex-namorada vai a júri nesta quinta em Cuiabá

Foto: pautaextra

Welington Fabrício de Amorim Couto, acusado de matar sua ex-namorada, Dineia Batista Rosa, será julgado em sessão do Tribunal do Júri, nesta quinta-feira (23), a partir das 9h, no Fórum de Cuiabá. O crime ocorreu em maio de 2017, no bairro Serra Dourada, em Cuiabá. A vítima foi espancada, asfixiada, além de sofrer traumatismo crânioencefálico, que a levou a óbito.

Réu confesso, responderá por homicídio qualificado por motivo torpe (moralmente reprovável), emprego de meio cruel (asfixia com cabo de energia elétrica), mediante recurso que dificultou que a vítima pudesse se defender (rompimento de grade e porta) e feminicídio, pelo fato da vítima ser do sexo feminino, em âmbito de violência doméstica e familiar.

Segundo o Ministério Público, Welington e Dineia se relacionaram por aproximadamente um ano e oito meses. O homem não aceitou o fim do relacionamento, que ocorreu em novembro de 2016, e passou a perseguir a vítima, além de fazer ameaças.

“Amedrontada com as ameaças do denunciado, bem como com o fato de ele já ter sido condenado por ter praticado o crime de homicídio contra a ex-convivente, a vítima registrou diversos boletins de ocorrência noticiando as violências sofridas”, diz trecho da denúncia.

Pouco antes de sua morte, em 23 de março de 2017, Dineia registrou um boletim de ocorrência, informando o descumprimento da medida protetiva determinada pela Justiça. Com isso, o MPMT determinou a prisão preventiva de Welington em 31 de março.

No dia 20 de maio, após tomar conhecimento da decretação de sua prisão, o denunciado foi até a casa da vítima, com a desculpa de que iria ajudá-la a limpar a residência nova de sua mãe, localizada no bairro Serra Dourada. Ao ficarem sozinhos no local – quando o filho e a mãe de Dineia saíram - iniciou o plano de assassinato. O homem fez uso de um cabo de energia elétrica – que carregava no bolso - para imobilizar a vítima, passando a asfixiá-la.  Em seguida, deu vários golpes em seu rosto e, quando Dineia já estava caída no chão, a golpeou com diversas tijoladas na face.

Quando o filho e a mãe de Dineia retornaram ao local, encontraram o assassino ensanguentado, fora da residência. Assustada, a genitora, Terezinha Pinto da Silva, ligou para o filho, Ednei da Silva Rosa, informando sobre o ocorrido. Ao chegar na casa, o irmão encontrou a vítima já sem vida.

Welington saiu em fuga, porém foi detido em flagrante, confessando o crime. Em março de 2018, o réu confesso foi pronunciado e encaminhado para julgamento do Tribunal do Júri. Atualmente, o criminoso está preso no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC).

A sessão do júri estava prevista para o mês de março deste ano, no entanto, foi redesignada por duas vezes.
Com informações do MPMT
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet