Cuiabá, terça-feira, 18/06/2019
05:23:08
informe o texto

Notícias / Educação

09/06/2019 às 11:16

Projeto incentiva a manifestação escrita das crianças com participação dos pais

O Garatujando com a Família foi realizado no CMEI Engenheiro Oscar Amelito com alunos do Jardim

Leiagora

Projeto incentiva a manifestação escrita das crianças com participação dos pais

Foto: Jorge Pinho

Uma atividade diferente reuniu pais e alunos no projeto “Garatujando com a Família”, na semana passada, no Centro Municipal de Educação infantil (CMEI) Engenheiro Oscar Amélito, no bairro Real Parque, (Região Sul da capital). A atividade marcou também as comemorações em torno da instituição Família, como parceira da unidade escolar.

A assessora pedagógica e coordenadora de Organização Curricular da Secretaria Municipal de Educação, Eliani Quinhone falou da atividade que faz parte do Projeto Garatuja, de valorização da cultura escrita e formação de leitores por meio do incentivo as várias formas de expressões e linguagens, que estão sendo implementados na Educação Infantil em Cuiabá, voltado para crianças de 0 a 5 anos.

“Se continuarmos apoiando e exercitando propostas de incentivo, sempre garatujando, lá na frente os nossos alunos não terão dificuldade na escrita porque estão construindo conhecimento”, destacou Eliane Quinhone.

O projeto Garatuja valoriza a escrita enquanto manifestação espontânea da  criança na educação infantil, e aproxima essa criança do lúdico. “A escrita está presente no cotidiano de todos nós, assim como no das crianças e, precisa ser algo prazeroso, dentro do que ela deseja escrever e saber. Isso é a base da escrita espontânea”, explicou a coordenadora.

Todas as ações do Garatuja tem razão de ser e existir. O projeto nasceu da experiência pedagógica desenvolvida no CMEI  Engenheiro Oscar Amélito, e já está presente em outras 65 unidades educacionais da rede municipal de Ensino de Cuiabá.

Nas atividades realizadas na semana passada no CMEI Engenheiro Oscar Amelito, toda a programação foi desenvolvida por alunos e professores. Depois de apresentações musicais, sobre o papel da mãe, do pai, da família, da escola e da comunidade, alunos e pais participaram da atividade chamada de “Garatujando”, que incentiva a manifestação espontânea, como escrita.

Vale qualquer palavra, explicou a coordenadora como o  nome dos pais, do brinquedo preferido, o nome do tio, dos avos, da rua, em fim qualquer palavra ou expressão, que exercite a escrita.

Nas unidades onde o projeto está sendo desenvolvido as atividades do “Garatuja”, são regulares. Além de iniciar os pequenos na alfabetização, a proposta disciplina a convivência dentro da unidade, estabelecendo  locais onde os alunos praticam a escrita.

“Com o projeto, percebemos que as crianças pararam de escrever nas paredes da escola ou nas carteiras e agora sabem que esse espaço é o local de escrita, e também diminuiu alguns casos de indisciplina”, destacou Eliane Quinhone.

A diretora do CMEI Engenheiro Oscar Amelito também sentiu progresso no desenvolvimento dos alunos. “As crianças estão mais interessadas, chamando os pais para ver o que elas escreveram no caderno de atividades, ou no quadro negro. E, esse é o objetivo  final, que a criança tenha seu registro reconhecido na sua forma de escrever e, que a família se aproxime ainda mais da unidade escolar”, comentou a professora Adila Andrade.   
Direto da assessoria, Adão de Oliveira e Maria Barbant

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet