Cuiabá, domingo, 16/06/2019
17:40:44
informe o texto

Notícias / Brasil

11/06/2019 às 07:31

Polícia investiga se vazamento de gás que matou pai e filha foi acidental

A polícia não descarta a hipótese de que o vazamento possa ter sido provocado

Leiagora

Polícia investiga se vazamento de gás que matou pai e filha foi acidental

Foto: O Vale

A Polícia Civil investiga se o vazamento de gás que causou a morte do empresário Luiz Manoel Vasconcelos Rosa, de 57 anos, e de sua filha Rebeka, de 9, no último sábado, 8, em Campos do Jordão, foi acidental. Conforme a investigação, foi encontrado um botijão de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo) acoplado a um aquecedor de ambiente.

A hipótese é de que o gás, cuja presença no ambiente pode ser detectada pelo cheiro, tenha vazado do equipamento. A polícia não descarta a hipótese de que o vazamento possa ter sido provocado.

Não havia sinais de arrombamento ou de algum tipo de violência no apartamento. A investigação aguarda o laudo da perícia feita no imóvel e nos equipamentos – botijão e aquecedor –, e o resultado da necrópsia dos corpos, feita no Instituto Médico Legal (IML).

Segundo a Polícia Civil de Campos do Jordão, também foi pedido um laudo toxicológico das vítimas. Os exames devem ficar prontos em 30 dias. O empresário, dono de uma loja de artigos de couro, estava separado da mulher e a filha passava o sábado com ele, em seu condomínio, na Vila Jaguaribe. Os corpos foram sepultados neste domingo, 9, no Cemitério Municipal de Campos do Jordão.
Direto da Redação, José Maria Tomazela/Estadão Conteúdo

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet