Cuiabá, segunda-feira, 22/07/2019
03:38:10
informe o texto

Notícias / Política MT

19/06/2019 às 10:03

Dois senadores de MT foram contra flexibilização do porte e posse de armas no país

No plenário do Senado a votação foi de 47 votos a 28. O parecer foi votado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nesta terça-feira (18).

Fernanda Leite

Dois senadores de MT foram contra flexibilização do porte e posse de armas no país

Foto: Reprodução internet

Dois senadores de Mato Grosso votaram sim, para suspensão do decreto de armas. Trata-se de Jayme Campos (DEM) e Wellington Fagundes (PR). Somente a senadora Selma Arruda (PL) foi a favor de flexibilizar porte/posse de armas.

No plenário do Senado a votação foi de  47 votos a 28. O parecer foi votado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nesta terça-feira (18).

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) lamentou a decisão da maioria dos senadores. “- Por 47 a 28 o Senado derrota nosso Decreto sobre CACs e Posse de Armas de Fogo. Esperamos que a Câmara não siga o Senado, mantendo a validade do nosso Decreto, respeitando o Referendo de 2005 e o legítimo direito à defesa”, comentou em suas redes sociais.  
 
Já a senadora Selma justifica que o discurso de desarmamento só serve para o cidadão de bem. “O bandido não precisa de uma arma legalizada para roubar ou matar um cidadão trabalhador”, criticou ela.

Fagundes alega que considera a manutenção do ‘Decreto das Armas’ inconstitucional.

"Esclareço que tramitam no Congresso Nacional vários projetos que tratam da mesma matéria, como, por exemplo, posse e porte de armas em propriedades rurais. Esses projetos exigem um debate amplo com a sociedade e isso será feito. Votarei de acordo com a Constituição brasileira. Os direitos individuais e coletivos de segurança de todo cidadão serão sempre por mim defendidos", contou.

Já o senador Jayme, não foi econtrado para comentar sobre o assunto. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet