Cuiabá, sexta-feira, 20/09/2019
18:52:22
informe o texto

Notícias / Mundo

11/07/2019 às 08:01

Verdes se opõem à candidatura de Ursula von der Leyen para dirigir UE

Ursula é candidata à presidência da Comissão Europeia

Leiagora

Verdes se opõem à candidatura de Ursula von der Leyen para dirigir UE

Foto: PATRICK SEEGER-EFE

A alemã Ursula von der Leyen se apresentou ontem (10) aos parlamentares da União Europeia para se tornar a próxima chefe do Executivo do bloco, mas suas promessas de lutar pelas mudanças climáticas não foram suficientes para agradar os deputados verdes, que prometeram votar contra a candidata. 

A conservadora ministra da Defesa da Alemanha ainda pode conquistar o apoio do Parlamento na semana que vem, mas a rejeição dos verdes a deixa mais dependente de nacionalistas da Europa Oriental que admiram sua postura firme em relação à Rússia. 

Von der Leyen foi "evasiva em todas as respostas... nós não a conhecemos", disse Bas Eickhout, um parlamentar do Partido Verde da Holanda, à Reuters. "O que ela fará de maneira concreta não está claro." 

A poderosa presidência da Comissão Europeia, que supervisiona negociações comerciais, e formula decisões antitruste e de políticas amplas para mais de 500 milhões de europeus, foi oferecida a Von der Leyen no dia 2 de julho pelos líderes do bloco. Ela seria a primeira mulher a ocupar o cargo. 

Entretanto, o fragmentado Parlamento que resultou das eleições de maio representa um desafio difícil para a indicação. A perda do apoio dos verdes, que possuem 74 das 751 cadeiras da casa, torna o apoio da centro-esquerda crucial. 

Eles ainda tem de decidir se irão votar em Von der Leyen, que é oriunda da coalizão de centro-direita da política alemã, liderada pela chanceler Angela Merkel, e que substituiria o luxemburguês Jean-Claude Juncker. 

Von der Leyen precisa do apoio de uma maioria absoluta de 376 votos no Parlamento, composto por 751 membros, para que seja confirmada como a próxima presidente da Comissão Europeia. 

 
Direto de Bruxelas, Daphne Psaledakis e Peter Maushagen, da Reuters, Agência Brasil

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Você está satisfeito (a) com a gestão do governador Mauro Mendes?

Você deve selecionar uma opção
+enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet