Cuiabá, sábado, 31/10/2020
10:09:19
informe o texto

Notícias / Judiciário

16/07/2019 às 10:10

Homem é condenado a 15 anos de reclusão por feminicídio tentado de companheira

O denunciado, utilizando-se de um facão, tentou matar a companheira Geziane, não obtendo êxito em seu intento criminoso por razões alheias à sua vontade.

Leiagora

Homem é condenado a 15 anos de reclusão por feminicídio tentado de companheira

Foto: Reprodução Internet

A 1ª Promotoria de Justiça Criminal de Campo Novo do Parecis (a 396km de Cuiabá) pediu a condenação de Jair da Costa por homicídio tentado da convivente Geziane Buriola da Silva, e o Conselho de Sentença reconheceu a autoria e a materialidade do crime, bem como as qualificadoras de motivo fútil e feminicídio. O réu foi julgado em sessão do Tribunal do Júri na última sexta-feira (12 de julho) e condenado a 15 anos e seis meses de reclusão em regime fechado, sem direito ao apelo em liberdade.

Conforme denúncia do Ministério Público, o crime ocorreu em abril de 2017, no bairro Jardim das Palmeiras. O denunciado, utilizando-se de um facão, tentou matar a companheira Geziane, não obtendo êxito em seu intento criminoso por razões alheias à sua vontade. O relacionamento do casal era público e, na data do ocorrido, eles ingeriram bebida alcoólica durante o dia todo. À noite, após um desentendimento, o denunciado se apossou de um facão e passou a golpear a vítima. Geziane chegou a fugir, mas Jair a alcançou. Ele desferiu golpes no rosto dela, cabeça, abdômen, e amputou as duas mãos e os punhos da vítima.

Jair continuou a desferir golpes contra Geziane enquanto ela estava caída no chão, sendo interrompido por pessoas que presenciaram o ataque. Ele chegou a fugir, mas foi preso em flagrante pela Polícia Militar e, em depoimento confessou ser o autor do delito e confirmou a intenção de matar a companheira. Conforme a promotora de Justiça Lais Liane Resende, o casal já havia se envolvido em situação de violência doméstica anteriormente e o relacionamento era marcado por ameaças de Jair contra Geziane, o que culminou com a tentativa de homicídio por razões da condição do sexo feminino.
Da assessoria, Ana Luíza Anache/MPMT

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet