Cuiabá, sábado, 15/05/2021
18:53:16
informe o texto

Notícias / Judiciário

22/07/2019 às 13:29

MPMT e empresa assinam escritura de doação de terreno para construção de nova sede das Promotorias

Conforme a escritura, o lote urbano doado tem aproximadamente 2,5 mil m² e está localizado no loteamento Aquarela Hamoa Residencial, em Alta Floresta

Leiagora

MPMT e empresa assinam escritura de doação de terreno para construção de nova sede das Promotorias

Foto: MPMT

O procurador-geral de Justiça de Mato Grosso, José Antônio Borges Pereira, e o sócio-proprietário da Maestro Empreendimentos Imobiliários Ltda, Rodrigo Arpini assinaram, na manhã desta segunda-feira (22 de julho), a escritura pública de doação de terreno para construção da nova sede das Promotorias em Alta Floresta (a 803km de Cuiabá). Por deferência do Cartório Dalla Riva - 2º Serviço Notarial e Registral, o documento foi assinado na atual sede do Ministério Público na comarca. 

Conforme a escritura, o lote urbano doado tem aproximadamente 2,5 mil m² e está localizado no loteamento Aquarela Hamoa Residencial. Participaram da formalização da doação os também sócios-proprietários da Maestro Empreendimentos Imobiliários Vanderlei Arpini e Douglas Arpini, o gerente da empresa, Joel Ricardo Betin, os promotores de Justiça Daniel Carvalho Mariano e Luciano Martins da Silva, e a cartorária Angélica De Carli Nogueira. Após a assinatura, membros do MPMT e doadores visitaram a área. 

José Antônio Borges Pereira lembra que foi promotor de Justiça na comarca há 26 anos e que conhece bem a região e a Promotoria. “Realmente como todo o estado, Alta Floresta cresceu e se desenvolveu, passando pelas fases de colonização, garimpo e pecuária. Com a chegada do agronegócio, está se tornando uma nova fronteira agrícola, daí a necessidade de expandir também a prestação de serviços”, avaliou. 

Conforme o chefe do MPMT, a empresa Maestro está doando terrenos para a nova Promotoria, novo Fórum e faculdades em região de crescimento da cidade. “Teremos oportunidade de construir um prédio com melhores condições para atendimento à sociedade, disponibilizando inclusive estacionamento. A população estará bem servida”, afirmou, destacando que Alta Floresta foi promovida à entrância final em razão da demanda existente no início da sua gestão. 

Segundo Daniel Carvalho Mariano, coordenador das Promotorias, o município cresceu muito a partir do ano 2000 e passou por um boom nos últimos oito anos. “Já comporta e necessita de mais um promotor de Justiça, bem como mais espaço para os promotores e suas equipes. Precisamos também de mais peritos porque, quanto mais a cidade se desenvolve, maior a necessidade de proteção na área ambiental e apoio ao produtor para que execute sua atividade sem preocupação de embargo. Além disso, precisamos de mais espaço para melhorar a proteção à população seja nas investigações criminais ou nos cuidados com a infância e juventude”, ponderou, reforçando que no atual terreno não há mais como ampliar o prédio. 
Da assessoria, Ana Luíza Anache/MPMT

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet