Cuiabá, sábado, 19/10/2019
06:27:31
informe o texto

Notícias / Política

21/09/2019 às 15:03

MDB e mais 12 partidos esperam resposta de Emanuel que diz; 'dá vontade de ser candidato’

Pinheiro pediu paciência ao grupo porque é cedo para dar uma posição sobre sua candidatura à reeleição.

Fernanda Leite

MDB e mais 12 partidos esperam resposta de Emanuel que diz; 'dá vontade de ser candidato’

Foto: Assessoria

Em evento do MDB ocorrido neste sábado (21), no hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá, 12 partidos aguardam o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) decidir se vai à reeleição.

Em discurso, o emedebista disse sentir vontade de ser candidato após as lideranças dos partidos MDB; PV; PP; PTB; PRTB; PSD; PSDB; PL; PSC; PSB; PMB; Republicanos e Avante, dizer que estão ansiosos aguardando um ‘sim’ do prefeito. 

“No momento em que os partidos se desagregam, se dividem que as forças políticas partidárias se movimentam se digladiam, Cuiabá parece uma ilha isolada nesse processo político partidário. Aqui as forças se unem. Não é Emanuel que é forte, é o MDB, são os 12 partidos que clamaram através de suas lideranças. Temos tudo para ser a grande referência política NA Capital seja quem for o candidato, temos um grupo forte para este projeto que pertence a Cuiabá e não a Emanuel”, discursou Pinheiro.

Em Cuiabá, conforme Emanuel, o MDB pretende fazer a maior bancada de vereadores, além disso o grupo de 13 partidos irá dominar as eleições para a Câmara Municipal.

“São 13 partidos que se unem espontaneamente para dar continuidade ao projeto que construímos para Cuiabá. Política não se faz sozinho, com arrogância”, disse.

Pinheiro pediu paciência ao grupo porque é cedo para dar uma posição sobre sua candidatura à reeleição.

"O sucesso é a união deste grupo, dos secretários de todos que são leais, porque Cuiabá não pode parar. O PSB do Max  Russi reiterou apoio, os republicanos do Adilton Sachetti reiteraram apoio a nossa candidatura, o PRTB. No PSDB temos três vereadores leais e comprometidos que nos dão sustentação. É uma demonstração de humildade de união antes do lançamento do processo de 13 partidos que pedem a continuidade dessa gestão, tresloucado. Sou pura emoção, não sou frio, sou pelo social, dignidade, pela educação e assistência social. Sou prefeito dos 700 mil cuiabanos e os que mais precisam mais dos serviços da prefeitura são prioridade na gestão. Mas, eu não posso dar uma resposta agora, não posso antecipar o processo, tenho um compromisso sagrado com Cuiabá. Nada de sapato alto, nada de eleição ganha. É muita humildade e trabalho. Há um ano das eleições a união desses 13 partidos é um feito histórico”, declarou o prefeito.

O prefeito apareceu no evento sem a presença da primeira dama Márcia Pinheiro. Segundo ele, sua esposa estava acompanhando seu filho, o deputado federal Emanuelzinho (PRTB) em um evento político no estado de Mato Grosso do Sul.  A primeira dama já pronunciou ser contra a candidatura do marido. 



 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Como você acha que está a violência em Mato Grosso neste ano?

Você deve selecionar uma opção
Enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet